fbpx

Pandemia e suas transformações: Valor de mercado da Netflix supera o da Disney

Pandemia e suas transformações: Valor de mercado da Netflix supera o da Disney

Muitas mudanças mercadológicas ocorrerão e muitas marcas sofrerão (positivamente ou negativamente) transformações. Em meio as dúvidas, previsões e acontecimentos do mercado proporcionados pela pandemia, Netflix e Disney protagonizam uma luta que vai muito além do streaming e já tem impacto no valor de mercado de cada uma delas.

As ações da Disney caíram mais de 40% em comparação com ganho de 9,2% da Netflix, durante este ano. A Netflix agora está avaliada em US $ 187,3 bilhões. Passando assim a Disney, atualmente avaliada em US $ 186,6 bilhões. As informações são da Variety.

Mas com a crise vinda de um fator macroambiental certamente não previsto por nenhum guru do mundo – o novo coronavírus, a Disney Company perde muito em diversos “segmentos” da empresa.

A pandemia trouxe ao mundo muitas mudanças de comportamento que devem refletir por anos (ou décadas) em muitos mercados. O entretenimento é um deles. Até o começo deste ano tínhamos muitos cadernos de tendência prevendo experiências reais crescendo, apoiadas pela tecnologia e à contra tendência do digital – a busca das pessoas por momentos no mundo real. Diga-se de passagem, não somente no entretenimento, mas também em outros mercados como o varejo.

Mas com a crise vinda de um fator macroambiental certamente não previsto por nenhum guru do mundo – o novo coronavírus, a Disney Company perde muito em diversos “segmentos” da empresa. Parques temáticos fechados, eventos esportivos cancelados em suas redes de TV – principalmente na ESPN, lançamentos de filmes atrasados e a produção de filmes e TV interrompida afetam diretamente a gigante do entretenimento.

disney-corona-virus
Fonte: Forbes

Em contrapartida, a Netflix é uma das (únicas) marcas do mundo que prospera em tempos difíceis de coronavírus. “Fique em casa” já parece um convite a assistir Friends pela milésima vez ou maratonar uma série nova.

O que observar daqui pra frente (e ir além do assunto valor de mercado)?

  • A Cowen & Co. estima 7,1 milhões de novos assinantes pagos na Netflix nos três primeiros meses de 2020;
  • A pandemia deve afetar os lançamentos do segundo semestre da marca. Será que isso terá relevância para o usuário?;
  • O Disney+, streaming da marca, alcançou a marca de 50 milhões de usuários, número que a Netflix demorou uma década para conseguir. Mas isso, obviamente, não deve ter um impacto gigantesco em seu valor de mercado comparado ao que a crise em outros segmentos tem;
  • Não podemos esquecer o Prime da Amazon que deve crescer bastante com o contexto atual;

Por fim, não podemos esquecer que, apesar de falarmos destas duas marcas gigantes, as pequenas do entretenimento que dependem de aglomerações devem sofrer bastante nos próximos meses ou anos. Isto também contribui para o avanço do streaming e lives como forma de diversão.

Fonte da imagem principal: screenrant.com

1+

Paulo Lima

Acredita que somente pessoas são fator de mudança. Fundador e Gestor do Ideia de Marketing, é consultor em marketing e branding.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *