fbpx

Transforme seu trabalho em uma fonte de prazer

Transforme seu trabalho em uma fonte de prazer

Qual sua relação com seu trabalho? Se precisasse definir trabalho, em uma palavra, qual seria? Se sua resposta foi tortura, obrigação, ganha-pão, luta ou algo do tipo, recomendo que você comece a repensar este relacionamento. É claro que todos nós enfrentamos dias difíceis e estressantes em nossos empregos e é inevitável que esses pensamentos surjam em algum momento, mas eles não devem ser diários. Há bons motivos para começar a refletir sobre a sua relação com seu trabalho agora mesmo.

A primeira razão é relacionada ao tempo que passamos trabalhando. Basta lembrarmos da frase impactante de Millôr Fernandes: “Quem mata o tempo não é assassino, é suicida”. O tempo é nosso bem mais precioso. Passamos boa tarde dos dias trabalhando. Só isso já seria motivo suficiente para você ocupar seu tempo de outra maneira.

Outro motivo importante: nós não somos apenas o que comemos, mas também o que fazemos. Ser tem tudo a ver com fazer. Duvida? Quando alguém te pergunta o que você é, muito provavelmente a resposta automática será sua profissão, formação ou cargo. A partir desta constatação, fica evidente que para sermos felizes e orgulhosos de nós mesmos precisamos de reconhecimento por meio do nosso trabalho.

Analisa Brum, em seu livro Respirando Endomarketing, fala sobre “estudos que determinam quatro fatores para o alcance da felicidade. São eles: amar a si mesmo; amar ao próximo; amar aquilo que faz; e amar a empresa na qual trabalha”. Isso significa que metade da nossa felicidade tem relação direta com nosso trabalho. Impressionante, não? É o tal equilíbrio entre a vida pessoal e profissional colocado diante de nossos olhos.

Pode ser que os motivos apresentados não tenham te convencido. Ainda pode parecer impossível transformar esse conturbado relacionamento profissional atual em prazer e felicidade. Frases como “ah, já fiz minha faculdade agora não tenho mais como ir para outra área”, “estou velho para mudar” ou “o mercado está em crise, não é o momento de arriscar” são muito comuns.

Porém, uma das maiores qualidades do ser humano é o poder de adaptação. Não gostamos ou temos resistência à mudança, mas em compensação temos uma facilidade gigante de nos adaptarmos. E isso é ótimo, pois quer dizer que não é tarde para aprender a gostar do seu trabalho e da empresa para a qual você trabalha ou, quem sabe, para tomar a decisão de mudar e buscar essa realização em outro local.

Hoje, parte das empresas se esforçam para que trabalho seja sinônimo de bem-estar e realização, mas não podem carregar 100% desta responsabilidade. Também é nosso dever fazer com que nosso trabalho seja prazeroso. Mude sua postura, encare esta responsabilidade, foque na felicidade e no lado bom das coisas. Um primeiro passo pode ser a elaboração de um plano de desenvolvimento individual, elencando o que você quer, quando você quer e qual seu plano de ação para chegar lá. Transforme o trabalho em uma fonte de prazer, pois aquela sensação de dever cumprido ao final do dia é realmente recompensadora.

0

Andressa Larsen

Andressa Larsen é jornalista, especialista em Comunicação Estratégica e Negócios, cursa MBA em Gestão Empresarial. Em 11 anos de trabalho, atuou nas áreas de comunicação corporativa, e-learning e produção de conteúdo educacional. Adora desafios e é apaixonada pela vida, pelas pessoas, por endomarketing, música e chocolate!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *