fbpx

É hora de desistir ou de dar o próximo passo?

É hora de desistir ou de dar o próximo passo?

Sempre existe aquele momento na vida – ou carreira – em que tudo o que está ocorrendo deve ser pesado e avaliado. Esse momento serve para ver se vale a pena seguir em frente ou desistir. Alguns projetos que se alongam demasiadamente, que só tomam tempo e energia, mas que de fato não estão mais causando aquele entusiasmo, muito menos dando os resultados esperados. É hora de repensar.

De acordo com Seth Godin, desistir nem sempre significa assumir ser um fracassado. Pelo contrário! Muitos casos de sucesso só se tornaram brilhantes pela capacidade de perceber a hora de desistir do projeto. Para ser o melhor do mundo em alguma coisa é necessário se dedicar com afinco ao que vale a pena. Não tem como ser bom em tudo, então é preciso escolher o seu objetivo e trabalhar duro!

O momento mais importante dessa avaliação é o “vão”, conceito trazido pelo entusiasta e autor do livro “O melhor do mundo”, Seth Godin. O vão é aquele momento em que tudo parece mais difícil do que sempre foi, mais demorado, mais complicado e mais caro. O processo se alonga ao ponto de você repensar tudo. Tudo está ao ponto de desistir. Esse é o momento de separar os melhores. O filtro natural das coisas vai fazer permanecer apenas quem tem coragem de vencer o vão.  “O vão é a longa e cansativa caminhada entre o início e a maestria”.

Esse conceito não pode ser confundido com um “beco sem saída”. Outro conceito apresentado no curto livro de Godin aponta como o momento ideal para sair de um projeto e investir em algo que realmente valha a pena. Os becos sem saída são momentos em que toda a energia empregada no projeto, na empresa, no relacionamento, na ação é desperdiçada e não vai fazer você sair do lugar.

Momentos como estes são imprescindíveis para avaliar os resultados pretendidos. Nem sempre vai ser possível prever isso lá no começo, mas é crucial saber o momento de parar tudo e recomeçar outro projeto, com mais chances de passar pelo vão. “O beco sem saída toma seu tempo, impedindo outras oportunidades”.

Com o tempo é possível conhecer os possíveis becos sem saída. A prática e o conhecimento fazem com que você perceba suas habilidades para vencer os vãos. É o momento de investir no que você é melhor. Onde sua energia é mais vital para ultrapassar aquelas barreiras que outros não suportam. Seja uma habilidade superior, um capital mais encorpado, até mesmo um conhecimento de mercado pode fazer com que o vão seja ultrapassado com certa facilidade. Nesse momento você estará entre os melhores. Um lugar que dificilmente outro vai conseguir chegar sem o mesmo esforço que você teve.

Vale a reflexão diária de suas potencialidades. Cada pessoa possui a sua intuição e saberá até que ponto o vão pode se tornar uma oportunidade de demonstrar o seu talento. Becos sem saída servem para demonstrar possíveis erros em modelos ultrapassados de gestão. O mais importante é saber que nem sempre é possível atravessar o vão sem ser o melhor. Então, prepare-se! Descubra o seu potencial, avalie o seu talento e entregue-se aos vãos!

Referência: GODIN, Seth. O melhor do mundo. Sextante, 2008.

 

0

Jonatan Fortes

Consultor empresarial, Diretor de Marketing da Fonte de Talentos (RS). Mestrando em Desenvolvimento Regional, onde busca conhecimentos visando aplicar na geração de talentos. Acredita no poder da comunicação e atua na promoção e desenvolvimento de empresas e talentos para o crescimento coletivo.

Um comentário em “É hora de desistir ou de dar o próximo passo?

  1. Muito bom artigo Jonatan Fortes. Iniciei meu empreendimento, após uma conturbada demissão após 8 anos dedicados à empresa. Parei, estudei o cenário, projetei alguns e parti para o plano de negócios, utilizei o BMC (business model canvas) que recomendo muito aqueles que querem iniciar ou remodelar empresas.
    Passei do 1º ano com um saldo positivo muito bom, porém minha estrutura é muito enxuta, gerando vez ou outra a necessidade de uma contratação.
    Comento com alguns clientes/fornecedores que o primeiro ano foi o ensaio e que já entramos no 2º ano fortalecendo nossos pontos fortes e já de olho em novas possibilidades.
    Agradeço muito por compartilhar seu conhecimento conosco.
    Fraterno abraço!

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *