fbpx

Não sei escrever, e agora? – Parte II

Não sei escrever, e agora? – Parte II

A escrita está se reinventando. Ou melhor, nós estamos nos reinventando através da escrita. Há uma preocupação consciente em produzir, e nesta produção, remir o tempo, expondo com mais clareza suas ideias, propostas e apresentar argumentos sólidos.

Encare a escrita como parte de um grande quebra-cabeça.

Escrevi um apanhado de tópicos sobre conteúdo e o uso das palavras para o crescimento e fortalecimento de suas propostas (afinal, é preciso de forças para crescer, certo?). Você pode conferir na série de textos “e quando o discurso sai pela culatra?” e a primeira parte deste estudo “não sei escrever, e agora?”. Estas referências podem auxiliá-lo na construção de seus textos – considere-os como um nível básico.

Parafraseando Graciliano Ramos, comova-se em excesso, por natureza e por ofício. É medonho alguém viver sem paixões. Sinta paixão pelo o que você diz e tem a coragem de mostrar ao mundo. Sinta paixão pelo o que faz.

Nesta segunda parte, a arte de questionar, iremos concluir este breve estudo sobre a escrita – o que não quer dizer que este assunto esgotou-se.

Minhas palavras são chatas?

Não só pessoas vazias dão sono, como palavras fora do contexto também. E quando posicionadas em um ambiente business, estas colocações precisam estar focadas à persuasão, informação e criatividade, e não só meras letras soltas. A dica é: leia seu texto em voz alta. As palavras repetidas poderão te indicar correções de acentuação. Trata-se de ritmo.

 Qual o seu gênero?

E então cabe outra pergunta: os meus parágrafos são muito grandes? Novamente este tópico. E quis enfatizá-lo por perceber que, quando falamos em tempo, você precisa cortar algumas vírgulas e ir direto ao ponto final. Separe mais os seus assuntos. Evite exemplos em excesso. Seja você o exemplo. Cada gênero pode ter um estilo diferente de exposição.

O que os meus amigos têm a dizer sobre minhas ideias?

Eles são seus revisores, críticos, produtores, analistas e consultores. E cada um irá te dar uma opinião diferente, sob a perspectiva de suas respectivas rotinas. Até mesmo o que não aprecia a leitura, acrescentará em sua construção. Eles te conhecem, e nada melhor do que ouvir broncas ou elogios de pessoas que realmente entendam suas loucuras.

Como escrevo no perfil das minhas redes sociais?

Os olhares estão atentos em todo lugar, então, cuide também da sua linguagem informa, das suas legendas. Não é privar-se, mas ter prudência. E veja como um ponto positivo: pelas redes você irá construir sua linguagem. É por lá que você vende seu peixe. Valorize disciplina mais do que talento.

Como eu vejo o outro?

Considero este o fator mais importante. Esqueça esteriótipos e observe os detalhes dos comportamentos, reações, movimentos, diálogos, emoções, palavras não ditas, imagens ao seu redor. Vá a uma cafeteria e ande pelas ruas. Filas de banco e supermercado. Shopping e praça de alimentação. Escritórios e salas de reunião. Faça isto com frequência e então, suas criações serão mais empáticas e verossímeis. Ser um cool hunter, observando e pesquisando as tendências e oportunidades, contribui para a construção de um olhar sem preconceitos.

Antes que as palavras informem e ensinem, elas precisam te libertar. Como em qualquer ofício, precisa ser visto como parte da solução de um todo. Uma troca. Responda perguntas que intrigam você e confie em sua intuição.

Ficou alguma dúvida deste ou dos outros textos sobre essa temática? Qualquer coisa, não hesite em deixar seu comentário ou me procurar nas redes. Até o próximo artigo!

0

Arthur Barbosa

Essa coisa de definir coisas... Escritor, professor, colunista e curioso. Produzindo o terceiro e-book. Licenciando em Filosofia, com foco nas artes e comportamento. Não vive sem séries - e dramas. Melancólico e péssimo de cozinha. O 2º livro #AConstrucaoDoOlhar PDF free aqui ó: bit.ly/aconstrucao | Vídeos sobre os livros em youtube.com/user/arthiebarbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *