fbpx

O lado B do marketing criativo

O lado B do marketing criativo

A música está acabando, então, vamos compor músicas novas? Não viva preso à paradigmas que acorrentam suas ideias! De tanto que se ouve e lê por aí sobre líderes motivacionais e em treinamentos de Coaching, o que mais me preocupa é vê-los tropeçando em pedras tão pequenas. Portanto, recomeçar é preciso!

“Ninguém falou que eu podia, nem me indicou ponte ou guia. Vento animou, vim na ventania.”

VIRE O DISCO

Para muitos, a música ainda não acabou. Aquele famoso monstro de baixo da cama chamado “bloqueio”. Não há como fugirmos da necessidade inerente em lidar com estes monstros, e reposicioná-los sempre que necessário, em processos de mudança organizacional (porque precisamos deles inclusive, para nos impulsionar ao novo e inesperado… não? Essa adrenalina que o medo nos proporciona pode ser favorável. Tudo depende da perspectiva que encaramos os bloqueios). Lidamos com emoções o tempo todo, e são poucos profissionais que aceitam este processo de evitar a resistência e facilitar a transição. E posso falar por experiência própria depois de ter escrito sobre algumas delas: quando revivemos experiências e nos lembramos de tudo que passamos, confesso que dá um pouco de medo sim!

“Um forasteiro de mim, eu espero sim, até encontrar uma centelha de fim, recomeço assim, vida clarear.”

TROQUE DE DISCO

Desapegar é uma arte. Escrever músicas – histórias, ideias, estratégicas, conceitos, sonhos, projetos, resenhas novas, é desafiador. “Quando o Homem explorar o mundo e disser que sabe de tudo, então ele terá tempo para se voltar para dentro de si mesmo.” Veja, em qualquer lugar do mundo haverá rabiscos; oportunidades novas de auto reflexão e criação. Comecei este ano com uma grande limpeza, organizando meu espaço . Agora, é tempo de esvaziar o ambiente e enchê-lo de coisas novas.

Esqueça o “To Do List” por um instante – são ótimos organizadores, mas as vezes eles podem te engavetar. Nem tudo será flores em sua vida, e haverá mais espinhos do que rosas. A questão é como você irá segurar este ramo de flores. Não deixe que palavras te definirem. Crie novas definições. Seja intenso e harmônico.

O lado B da criatividade é estranho; incomum. Ele pode até assustar, mas o estranho intriga; o misterioso e suspeito instiga curiosidade. Suas bizarrísses e excentricidades podem gerar resultados inusitados e extravagantes. Há quem diga que exista o lado C, D, E, F… Topa descobrir comigo no próximo ano?

(Trechos citados da música “Forasteiro” – Tiago Iorc, álbum “Zeski”)

0

Arthur Barbosa

Essa coisa de definir coisas... Escritor, professor, colunista e curioso. Produzindo o terceiro e-book. Licenciando em Filosofia, com foco nas artes e comportamento. Não vive sem séries - e dramas. Melancólico e péssimo de cozinha. O 2º livro #AConstrucaoDoOlhar PDF free aqui ó: bit.ly/aconstrucao | Vídeos sobre os livros em youtube.com/user/arthiebarbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *