fbpx

A sua empresa já deixou alguma marca no mundo? Viva a experiência de marca!

A sua empresa já deixou alguma marca no mundo? Viva a experiência de marca!

Como toda pessoa, uma marca tem diversos traços que a define, que pode passar por um tom aventureiro, requintado e até mesmo rebelde, no fim das contas ela tem uma personalidade.

Atualmente, as marcas tentam trabalhar cada vez mais seus touchpoints e oferecer experiências diversas aos seus clientes. As marcas estendem sua presença muito além do produto ou serviço, abraçam seus clientes, batem no ombro e dizem: “Ei, somos iguais, vamos compartilhar isso!”

Todos conhecem a série Friends, uma das mais famosas sitcoms de comédia. Em comemoração aos 20 anos de seu primeiro episódio, a responsável pelos direitos comerciais da marca – Warner Bros – resolveu abrir temporariamente no Soho – Nova Iorque, o bar da série e cenário de muitos episódios, o Central Perk. Ali começou uma pequena corrida contra o tempo para vivenciar um pouco daquele mundo que só víamos pela telinha. Steven Hesketh, responsável pelo grupo da marca Central Perk, conta que a marca Friends continua forte e que muitos clientes viajam para experimentar a sensação única de viver uma parte daquela realidade. No Reino Unido a marca já conta com 3 bares reais funcionando, e a ideia é de expandir essa franquia até 300 unidades em 10 anos. O que aconteceu em Nova Iorque pode ser um pequeno passo para uma instalação permanente em outros lugares do mundo. (Vem pro Brasil!).

Não muito diferente, o Castelo Rá Tim Bum, série icônica da TV cultura, abriu suas portas literalmente em uma mega exposição no MIS – São Paulo, trazendo Doutor Pompeu Pompilho Pomposo, Celeste, Nino, e tudo aquilo que fez a série ser uma das principais referências em entretenimento e educação por muitos anos. O sucesso é tão grande que a exposição estendeu pela segunda vez a sua permanência no MIS, ou seja, teremos “raios e trovões” até janeiro de 2015.

Continuando na terra da garoa, a Doritos, resolveu aproveitar a onda dos Food Trucks e apresentar sua tortilla nas mais variadas receitas, nas palavras de Gonzalo do Pico, diretor de marketing da PepsiCo, “O Doritos Food Truck é uma maneira de mostrar aos consumidores que Doritos pode estar presente nas suas refeições e não só apenas na hora do snack. O Food Truck passará em locais que o target da marca frequenta e locais especializados em Food Trucks, para gerar ainda mais conhecimento da marca.”

A marca Ben & Jerry’s acostumada a apoiar diversas ações sociais, se instalou recentemente no Brasil, logo de início promoveu uma ação em plena rua, com um abaixo assinado para que a região da Avenida Paulista se tornasse um local de passeio para os moradores locais pelo menos um dia no final de semana. Com um belo piquenique, e itens que mostram a personalidade da marca, como o pensamento de bem-estar com a natureza, o sentimento de paz, e uma responsabilidade socioambiental, a marca vai além do seu saboroso sorvete, levantando questionamentos e recrutando novos admiradores.

Os bares pop-up que se tornaram populares desde os anos 2000 na Inglaterra e Austrália, chegam cada vez mais com força aqui no Brasil, como o Up on the Roof da Heineken e Bar da Jack Daniels, ambos temporários (temática pop-up), o primeiro aconteceu no início do ano em uma cobertura em um edifício no centro de sampa, com muita música e tudo aquilo que a marca se permite apresentar, um estilo cool e excitante. A Heineken costuma apresentar experiências bem legais aos seus usuários, como a citada há um tempo pela colega de Ideia Mariana.  O segundo ocorreu em setembro e tinha como objetivo comemorar os 164 anos do fundador da marca de Tennessee Whiskey, o famoso Mr. Jack. O bar trazia características marcantes da marca Jack como a independência, a integridade e a autenticidade. Ambos os ingressos se esgotaram rapidamente, após serem anunciados.

Tania Savaget, diretora de inspiração e estratégia da Tátil aborda que as empresas devem ter em mente que quanto mais sentidos elas agregarem às expressões de suas marcas, mais elas ficarão na memória das pessoas. Quanto mais as pessoas reconhecem a marca em suas mínimas unidades, maior a possibilidade de reterem a imagem.

O importante é ressaltar que o objetivo da experiência é pôr o usuário no centro de toda a ação, e que independente do touchpoint oferecido, a empresa tem que deixar sua marca!

0

Felipe Dias

Marketing em formação (2ª graduação), com um MBA em Gestão Empresarial saindo do forno e pensando no próximo. Trabalha como Analista de Business intelligence na agência GRITO.cc. Carioca da gema, apreciador do mate de galão, apaixonado pelo digital, fã de séries, esportes e um bom petisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *