fbpx

Conselhos de um workaholic qualquer

Conselhos de um workaholic qualquer

Trabalho desde os 15 anos de idade e apesar de ter 23 anos, já tive diversas experiências em diversos setores: empresa familiar, indústria, empresa com amigos, startups, mudança de estado, e todas essas conciliadas com sair com os amigos, cuidar da casa, escrever para blogs, dar palestras, viajar, estudar, cozinhar… enfim, bastante coisa.

Escuto bastante em conversas: “como você arruma tempo?”, e isso é tão natural, que nem sei explicar. Tenho (muitos) amigos workaholics também, e em uma conversa de boteco surgiu a deixa para dar alguns toques de coisas que aprendemos, que tiram um pouco esse lado negativo desse ‘vicio’.

Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não esqueça que as vírgulas significam pausas

É, comecei exatamente por essa justamente porque é a mais complicada. Não é por ser workaholic que vivemos somente para o trabalho. É importantíssimo lembrar que devem existir pausas, justamente para não ficarmos “bitolados”. Tirar um tempo para dar uma corrida, curtir um som para relaxar, assistir seriados… enfim, existem diversas coisas. Eu por exemplo, tenho uma meta de ler 10 artigos não relacionados ao meu trabalho e pelo menos uma vez por mês dou uma desligada total, com notificação de e-mails desligada no celular e abrir o computador só em último caso. Além de dar uma desligada, conhecer assuntos e coisas novas, é super interessante.

Maximizando o tempo

Tenho um amigo que sempre quando tem tempo livre e não tem nada para fazer, não fica no scroll infinito no Facebook e afins (tá, algumas vezes sim). Basicamente, nesses tempos ociosos, busca estudar e se aprofundar em algum dos temas que tem trabalhado. No dia a dia do trabalho, usa a técnica pomodoro (um método de gerenciamento que você foca seu tempo durante 25-30min, intercalando com 3 a 5min de descanso até completa-la).

FOCA!

Você pode fazer milhares de coisas durante o dia, mas tenha foco! Não é clichê. Está fazendo uma atividade X e surgiu uma outra super importante? Tirando os casos extremos onde você tem que realmente parar tudo, não é mais fácil adicionar um lembrete da próxima e terminar a que está fazendo? Você terá que voltar nela do mesmo jeito depois, e talvez perdendo o raciocínio do momento, vai perder um grande tempo até chegar ao ponto que estava.

Encontre [e faça] o que gosta

Já teve aquela sensação de estar fazendo uma coisa e não ver a hora passar? Ou estar tão entretido em uma leitura que quando você vê já foi quase o livro todo? Então, normalmente isso acontece quando a gente faz algo que gosta. Encontrar é uma coisa, mas nem sempre temos a oportunidade de trabalhar com o que gostamos. Enfim, o primeiro passo é realmente encontrar. O segundo é que muitas vezes você deve estar disposto a abrir mão de algumas coisas (você pode estar em um trabalho ganhando uma grana boa, mas que não é aquilo que realmente gosta de fazer e encontra uma oportunidade para ganhar menos, mas fazer o que curte, e ai?).

Quando você não acorda pensando “nossa, falta muito pra sexta” ou “que saco, lá vou eu de novo” já é um bom sinal!

0

Arthur Castro

Respira Mobile e inovação. Sempre conectado com algum iGadget, é exemplo vivo dessa geração "alguma letra". Além de escrever aqui e em outros blogs, é palestrante e passa os dias criando apps.

3 comentários sobre “Conselhos de um workaholic qualquer

  1. Essas pausas realmente são muito importante, inclusive para o desenvolvimento melhor do seu trabalho.
    Se estiver sob pressão e não achar saída para seu projeto.
    Largue tudo.
    Vá assistir um filme , encontrar aquele gatinho ou gatinha , corra na praia , faça umas belas comprinhas.
    Distancie-se, assim poderá olhar o problema de 360º, saia de dentro do furacão e admire as belas nuvens que se formam e de como o céu fica bonito até mesmo em tons de cinza.
    Oxigenar o cérebro é super importante para ter novas idéias, novas soluções e principalmente encontrar novas inspirações.

    Ass: Uma workaholic

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *