fbpx

Big Fish: as lições de uma história recheada de boas histórias

Big Fish: as lições de uma história recheada de boas histórias

A vida deveria ser uma grande história recheada de aventuras e emoções. Mas, normalmente é, não?

Sim, normalmente é. Mas a gente a deixa chata, sem cor. Deixamos os dias passarem como o ponteiro do relógio que faz sempre o mesmo movimento, que é racional e não aceita ser transformado em algo muito emocionante.

A rotina nos pega e começamos a viver uma vida em preto e branco, seguindo o que a sociedade impõe como certo ou errado, e em como devemos agir e nos acomodar em diversas situações.

Comecei estes devaneios ao assistir um filme sensível e emocionante chamado Big Fish (no Brasil, Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas).

De uma forma que toca no coração da gente, o filme fala de amizade, família e, principalmente, de boas histórias. Não vou contar muito sobre ele para que você possa, caro leitor, assisti-lo depois. Mas gostaria de compartilhar algumas ideias que estive pensando com as lições que o filme transmite. As pessoas que levam uma vida em preto e branco são apenas uma a mais no meio deste caos das milhares de informações que recebemos todos os dias e isso não é bom. Vamos discutir estas ideias comigo?

1- Você é permeado por suas histórias

Saímos emburrados para trabalhar, colocamos o fone de ouvido para não conversar com as pessoas no metrô, não damos bola para o colega de trabalho que quer contar sobre o fim de semana, sempre estamos cansados demais para um happy hour pós expediente com um amigo e se, antes de dormir, formos contar nossa melhor história (do que aconteceu durante o dia) para alguém, será provavelmente uma história chata e sem aventura alguma.

Nós somos permeados pelas histórias que passamos durante todos os nossos dias. E uma boa história não acontece apenas com um acontecimento extraordinário. Precisamos buscar histórias vivendo de forma mais leve e aceitando cada experiência como única.

2- O relacionamento te fortalece

Conhecer pessoas é como tricotar, as vidas se cruzam, as histórias se completam, como linhas que vão criando uma unidade entre si e formando uma coisa só.

Seu legado será deixado e repassado em quem você conseguir transmitir sua essência, seu conhecimento, suas ideias, seus sentimentos.

Conhecer pessoas pode ser gratificante, mas é preciso estar aberto a diferentes pensamentos e culturas.

3- Aprender e ensinar, colher e cultivar.

A vida é uma eterna troca, é dar e receber. Você nunca para de ensinar e muito menos de aprender. Não precisa ser um sábio, pois para cada experiência que passa vem um aprendizado e isso gera conhecimento para outras pessoas que passarão por sua vida. A vida é uma bagagem, sempre pronta para experimentar, mas sempre carregando o que já experimentou.

Você é aquilo que cultivou a vida toda. E hoje, o que anda cultivando?

0

Paulo Lima

Acredita que somente pessoas são fator de mudança. Fundador e Gestor do Ideia de Marketing, é consultor em marketing e branding.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *