fbpx

O motor da inovação é a competição

O motor da inovação é a competição

Inovar é a maneira mais eficaz para manter-se competitivo

Apesar de muitas vezes estar atrelada a questão da tecnologia, a inovação não trata-se apenas disto, já que a história da humanidade pode ser construída com base da sequência de invenções criadas pelo homem. Desde a descoberta do fogo e da roda, até aos produtos “i” que tanto utilizamos hoje em dia, sem falar de outros milhares de invenções que transformaram a vida dos seres humanos. Nós inovamos e continuaremos a inovar apenas porque estamos sempre buscando satisfazer nossas necessidades.

Neste cenário, quem melhor do que as empresas para atender as expectativas do ser humano? Se as necessidades das pessoas mudam, mudam os produtos, mudam os processos e a tecnologia. Enfim, forçam a organização e os seus métodos, modelos de trabalho a se moldarem como consequência de uma nova demanda. Por isso que o tema: inovação está tão na moda no mundo corporativo com a tendência de cada vez mais se tornar o objetivo estratégico e central das companhias que desejarem vencer a concorrência.

Se no passado mediamos a crescimento e o desenvolvimento das empresas pela sua infra estrutura ou pelos seus investimentos em capacidade produtiva. Neste atual momento a produtividade está atrelada a fatores intangíveis como: processos otimizados em custo, tempo, recursos, profissionais treinados e capacitados para exercer melhor sua função e de um ambiente propício ao surgimento da inovação. Ou seja, fazendo um link com o que foi dito no primeiro parágrafo temos que as empresas, repito, inovam por exigência do mercado.

Como se sabe a inovação é complexa e vem como resultado para diversos fatores de acordo com o ponto de vista pela qual ela será analisada.

Para facilitar esta compreensão, a Cartilha de Gestão da Inovação do SEBRAE em parceria com a CNI – Confederação Nacional das Indústrias sugere classifica-la em:

Fonte: Cartilha de Gestão da Inovação – MEI – Mobilização Empresarial pela Inovação, página 15
Fonte: Cartilha de Gestão da Inovação – MEI – Mobilização Empresarial pela Inovação, página 15

Ou seja, independente da área em que a inovação for proposta ela deve estar centrada em melhorias e adaptações que tornem a empresa mais competitiva perante os seus desafiantes – concorrente. Para ter o mínimo de competitividade uma organização precisa de pelo o menos fazer melhor o que seu concorrente já faz.

Para complementar nosso estudo em relação à inovação, a Cartilha da Gestão da Inovação que eu usei como fonte logo acima ainda sugere as 10 características da inovação:

1. O risco de insucesso está sempre presente quando se busca inovar.

2. Pessoas criativas são a matéria prima básica do processo de geração de inovações. Valorize os talentos que você tem em casa.

3. Ambientes adequados geram transbordamentos favoráveis capazes de gerar insights criativos.

4. A inovação é um processo aberto.

5. A inovação pode ser obtida de formas distintas, inclusiva através do uso de métodos estruturados.

6. Inovação é um fenômeno que acontece em todas as áreas do conhecimento, inclusive os negócios.

Especificamente para os negócios, temos

7. A inovação deve estar alinhada à estratégia.

8. A maioria das inovações vem de três fontes básicas: clientes, concorrentes e funcionários.

9. A inovação é um fenômeno que acontece no mercado.

10. Inovar é criar algo de valor para a empresa.

Para você que se interessou na Cartilha Gestão da Inovação: segue o link para baixá-la por completo: http://www.cni.org.br/portal/data/pages/FF808081314EB36201314F2229D66EFA.htm

0

Augusto Talarico

As vezes você ganha, as vezes você aprende. O seu grande mestre deveria ser o seu último erro. Perfil: Estudante da Pós ADM- FGV e colunista no Ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *