fbpx

Projetos para quem precisa de projetos

Projetos para quem precisa de projetos

Projetos-problemas VS projetos-sonhos. Qual sua empresa precisa?

Quem precisa de projetos? Na minha opinião dois tipos de empresas: as que precisam solucionar seus problemas e as que desejam implementar seus sonhos. (E, pelo que me parece, as organizações atuais estão mais preocupadas apenas em resolver problemas).

Porém, há um pequeno/grande detalhe neste contexto, se os projetos derivam da capacidade empreendedora de pessoas e empresas, realizar sonhos seria mais importante do que consertar problemas?

As organizações que estão centradas em projetos que buscam solucionar problemas operacionais acabam se voltando para a sua situação atual e do passado. Neste sentido, criam apenas expectativas de curto prazo. É por conta disso que este tipo de empresa dificilmente será referência no seu mercado. Afinal, ela não cria uma tendência, apenas as segue na medida em que está optando pela adoção de ações, medidas seguras e cautelosas centradas principalmente no ambiente interno da organização, ou seja, no dinamismo organizacional.

Já as organizações que realizam os projetos dos seus sonhos, na verdade estão comprometendo sua própria estabilidade na medida em que desprezam o passado e o presente, focando apenas no futuro através da busca por resultados que só trarão benefícios ao longo prazo. São os chamados projetos estratégicos, ou de reposicionamento de uma marca, são estes aqueles projetos que agregam maior valor à organização.

Para reconhecer a relevância do seu projeto dentro da organização segue logo abaixo um esquema que diferencia os tipos de projeto.

tabela
Fonte: Criação e Viabilidade de Projetos – Aula 3: Estratégia – páginas 3 e 4
Autor: Prof. Dr. Paulo Yazigi Sabbag, PMP

A esta altura pode estar parecendo que eu despreze a utilidade dos projetos problema e esteja valorizando mais os projetos sonhos. Porém há um entendimento de que o ideal para uma empresa se desenvolver através do modelo de gestão voltado para projetos que se estabeleça planos em ambos cenários (sonhos e problemas). Mudanças dos projetos-problemas, ou seja, em processos incrementais, fornecem a base para as transformações significativas propostas nos projetos-sonhos.

Por fim, lembre-se que a natureza de cada projeto deve estar bem clara para os envolvidos e interessados. Pois o que parece problema para um pode ser o sonho do outro. Não adianta nada o cliente (interno ou externo) desejar um Fusca e você como gerenciador lhe entregar uma Ferrari.

Criar projetos é diferente de iniciar projetos!

É importante esclarecer que quando são criados estes projetos, seja de sonhos ou de problemas, eles não passam de apenas uma ideia que deverá comprovar consistência e viabilidade. Certamente, a maior dificuldade de todo gerente é lidar com as incertezas e, como nenhuma organização deseja gastar tempo e esforço da sua força de trabalho em vão, é fundamental comprovar-se a viabilidade através de 3 perspectivas:

projetos

 Dito isso, eu encerro meu texto desta semana criando um gancho para o que pode ser minha próxima postagem aqui no Ideia. O que vocês acham? Comprovada a viabilidade do seu projeto é hora de dar início aos trabalhos.

0

Augusto Talarico

As vezes você ganha, as vezes você aprende. O seu grande mestre deveria ser o seu último erro. Perfil: Estudante da Pós ADM- FGV e colunista no Ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *