fbpx

Google pode ser a primeira empresa a implementar as três leis de Asimov

Google pode ser a primeira empresa a implementar as três leis de Asimov

Em 2012 a Google contratou Ray Kurzweil um dos nomes mais conhecidos em inteligência artificial no mundo. Também fechou parceria com a NASA e com várias universidades para lançar o Quantum Artificial Intelligence Lab.

Isso já era motivo suficiente para a empresa mexer com a imaginação dos fãs de ficção científica, mas ela não quis parar por aí. A Google acaba de oficializar a compra da DeepMind Technologies, uma empresa britânica de inteligência artificial. Essa aquisição ocorreu após ela já ter investido em oito empresas focadas em diferentes aspectos da robótica. Por causa disso, há rumores de que para essa aquisição foi necessária a criação de um conselho de ética formado para ajudar a elaborar regras para a aplicação de inteligência artificial.

O que sabemos é que, com a aquisição da DeepMind Technologies, a Google tem todas as peças para criar os mais fantásticos robôs humanoides impressos em nossas mentes por Issac Asimov e outros autores da ficção científica. O objetivo da empresa é combinar os talentos de todas essas organizações para criar um robô capaz de andar por aí e realizar tarefas básicas.

Mas calma, a Google ainda não está interessada em colocar um robô em sua casa. Embora as metas da empresa não estejam oficialmente claras. O que é dito para a mídia é que as aquisições são para a criação de robôs que façam montagens em linhas de produção, movam peças em centros de distribuição e façam tarefas similares a essas.

De qualquer forma hoje é a Google quem comanda a vanguarda dessas novas tecnologias e isso acaba sendo emocionante para muita gente. E pra essa gente uma pergunta paira no ar: Estariam as leis de Isaac Asimov dentre as regras do tal conselho de ética?

1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano sofra algum mal.

2ª Lei: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.

3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou Segunda Leis.

Vamos ter que esperar pra ver!

Enquanto isso sonhe mais um pouquinho com o vídeo dos robôs da Meka Robotics, outra empresa que a Google adquiriu.

Erica Ariano

0

Erica Ariano

Apaixonada por tudo que é futurista e único, sofre de curiosidade latente e desprendimento de convenções. É consultora de marketing, especialista em mídias digitais e palestrante. Sua porção engenheira a faz ser louca por neurociência, por isso estuda o assunto e escreve sobre ele aqui também.

2 comentários sobre “Google pode ser a primeira empresa a implementar as três leis de Asimov

  1. Realmente, acontecerá o que já ouvi de um cientista: Após 2050 terá início a extinção da raça humana, sendo substituída pelos robôs – inteligências artificiais

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *