fbpx

Procrastinação: Eventualidades podem se tornar um hábito, cuidado!

Procrastinação: Eventualidades podem se tornar um hábito, cuidado!

É sabido que liderar não é um processo simples e linear, mas sim um trabalho que demanda habilidades, competências e ampla capacidade de resiliência. As rotinas frequentemente alteradas diante de cenários que requerem atuação imediata também geram adiamentos eventuais que, aos poucos, ganham força, interferem no desempenho e podem conduzir a um novo e preocupante patamar: a procrastinação.

procrastination-breaking-habit-300x198Um fator comum nas equipes e que se torna ainda mais preocupante quando alcança as lideranças. A procrastinação não é de todo negativo podendo ser até funcional desde que não vire um hábito. Neste caso, exige medidas corretivas, imediatas e um passo fundamental é identificar o ponto de origem. Essas afirmações e os nove passos a seguir para vencer tal desafio são da psicoterapeuta Jude Biju, reconhecida por sua teoria de reconstrução da atitude. Confira as dicas da estudiosa sobre o assunto, para a revista HSM Management:

1. Anote a tarefa que tem adiado: o assunto deixará de ser ignorando passando a ganhar mais espaço em sua mente e seus pensamentos;

2. Identifique a principal emoção ligada à procrastinação: a origem dos frequentes adiamentos pode estar relacionada ao medo (de não alcançar um bom desempenho), irritação (por não gostar do que faz), ou tristeza (por achar que não possui aptidão para desempenhar o papel em questão);

3. Liberte essas emoções: tais sensações quando não expressadas fisicamente podem exercer uma pressão cada vez maior internamente. Atividades físicas que ajudem a descarregar tais sensações ou um filme que faça chorar, por exemplo, são grandes aliados para se vencer esse desafio;

4. Neutralize o pensamento destrutivo: se pensa que nunca será capaz de aprender algo, substitua essa teoria por outra mais eficaz e real: “Se os outros conseguem você também conseguirá”;

5. Divida sua tarefa em passos menores e fáceis de realizar: ao focar em concluir a próxima e pequena tarefa, o pensamento será desviado da impossibilidade visualizada na meta maior;

6. Celebre cada passo: valorize a evolução alcançada em cada etapa concluída, isso vai evitar o medo do fracasso que pode acabar sabotando o seu progresso;

7. Antecipe os obstáculos: prepare-se para enfrentar problemas e lidar com prazos curtos para entrega de um projeto ou serviço;

8. Faça uma autolavagem cerebral: estabeleça para si um pensamento como se fosse um mantra: “Eu me sentirei melhor quando resolver o assunto”.

9. Não deixe de comemorar a vitória: é muito satisfatório finalizar com sucesso uma tarefa que estava sendo adiada e as conquistas alcançadas neste contexto tendem a tornar as pessoas mais ativas.

A procrastinação prejudica a vida pessoal e profissional, pois, interfere no desempenho do trabalho, gera preocupações, estresse e, consequentemente, desmotivação e desistência perante pequenos obstáculos. Quando o procrastinador está entre os liderados, o líder tem um papel fundamental o que requer ampla capacidade de percepção, comunicação e jogo de cintura para conduzir o grupo à mudança. A compreensão de que a procrastinação pode ser um mecanismo de defesa ou recuo é fundamental para o sucesso. O que você pensa a respeito? Compartilhe conosco sua opinião ou vivência! Excelente semana e até o próximo post!

0

Zelia Oliveira

2 comentários sobre “Procrastinação: Eventualidades podem se tornar um hábito, cuidado!

  1. Boa tarde Zélia! Ótimas as suas dicas. Adiar projetos, planos e até tarefas pequenas geram uma ansiedade que incomoda muito. Ás vezes quando sinto isto, me pergunto? O que deixei de fazer que está me causando este nervoso? Quando tomo consciência e faço a ansiedade vai embora. É algo muito sutil, mas que gera aquele desgaste. Feliz 2014!

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *