fbpx

Startup: inovar correndo risco, você tem esse espírito?

Startup: inovar correndo risco, você tem esse espírito?

Já perceberam como não para de surgir Startups? Essas empresas recém criadas com espírito inovador entrelaçado em seus valores e que vêm angariando de forma crescente investimentos e, por conseguinte, uma baita fatia de mercado. Eu não deixo de observar o quanto elas são mais presentes e promissoras além de muito interessantes.

startEsse tipo de empreendedorismo é marcado por novas ideias (ideias diferentes) que atraem a atenção de investidores potenciais – conhecidos também como anjos das startups e empresas aceleradoras de startups. Essas novas ideias carregam em si um risco de mercado devido a incerteza de sua produtividade. Mas, ainda sim, são muito bem vistas e atrativas. As empresas estão em busca do inovador, o diferente, pois o público consumidor é muito ativo e deixa a empresa para trás caso ela não acompanhe seu ritmo. Para acompanhar esse ritmo “frenético”, o empreendedor deve zelar por uma boa pesquisa de mercado, investigar profundamente as trincheiras das necessidades de seu público. É o feeling, eu diria. É dele que se consegue fazer a diferença na hora de detectar potenciais oportunidades, mas isso só se tem com conteúdo: informação é tudo, busque-a.

Outro fator notável impreterivelmente é a agilidade, tanto da prestação de serviço quanto do progresso evolutivo da companhia. São coisas muito rápidas comparadas a outras companhias já consagradas. Visto isso, entende-se o seu célere faturamento.

Se por um lado a agilidade é importante, por outro, a versatilidade acompanha e complementa os valores das Startups. Mudanças são necessárias e, por isso, deve-se atentar as atualidade desse mercado.

Uma equipe ampla em questão de conhecimentos e de áreas distintas é o que faz de uma companhia desse tipo uma companhia com alto índice de capacidade criativa, o que nos leva a concluir que, com essas características, a equipe alcança as soluções mais amplas e promissoras. Com locais de trabalho onde se conciliam multidisciplinas se desenvolve um clima de trabalho melhor.

Uma Startup pode morrer? A resposta é sim! Claro. Em uma situação onde o novo empreendedorismo perde a sua essência – a inovação – e não acompanha o processo de renovação constante, ele corre o risco de se perder no vácuo das Startups fracassadas. Esse é um grande risco. É um grande risco que faz parte do mundo revitalício dessas companhias enérgicas. Penso eu que esse é o combustível de um empreendedor para esse cacife: a busca incansável por inovação.

E aquela sua ideia, será que ela é viável? Você está preparado para esse mercado?


Marcos-Holanda

0

Marcos Holanda

Curioso. Inconstante. Inconformado. Seria interessante me conhecer um pouco mais pelos meus textos, eles representam parte de mim. Então, boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *