fbpx

Administrando sua equipe na era digital

Administrando sua equipe na era digital

Até bem pouco tempo, a administração de equipes de trabalho era baseada sempre em metas e nas diversas formas de manter o clima organizacional alinhado, de modo que as equipes trabalhassem sempre no mesmo ritmo e unificadas nos mesmos propósitos. Isso quer dizer que as pessoas tinham, de uma forma ou de outra, que alinhar seu pensamento com o da direção. Dessa forma, o indivíduo e suas convicções ficavam sufocados nos seus sentimentos, ambições, ideais, criatividade…, mesmo que isso não fosse visível a olhos nus.

equipes-era-digitalLembro-me que nos idos dos anos 90, eu administrava uma equipe de 34 pessoas internamente e cerca de 150 pessoas que trabalhavam no campo. Isso era na época que administrava um instituto de pesquisas. Nessa época, eu trabalhava com essa visão no foco da empresa e dos projetos e tentava alinhar todos na mesma direção. Mesmo assim, quando ocorriam desacordos nos processos, nas metas e na própria organização, eu sempre dava a liberdade aos colaboradores a se posicionar e fazer, dessa forma, correções no rumo. A máxima “manda quem pode e obedece quem tem juízo” nunca me pareceu uma forma pró-ativa de trabalho, de administração. Mas era prática comum naquele tempo. Mas os anos 90 se foram e entramos na era digital. Nasceram muitos saberes novos e especializados sobre os quais grande parte dos administradores não têm muito conhecimento.

A era digital surgiu como berço da diversidade, da multiplicidade, da criatividade e da interatividade. É preciso renovar o conhecimento do empresariado mais formal, é preciso oxigenar a mente de quem ainda vive no século passado e que não consegue assimilar a importância desses novos saberes e tendências. E, principalmente, é urgente pensarmos e propagarmos que o diferencial das empresas vem da multidisciplinaridade e da diversidade, a começar por abolir fardamentos nos setores mais criativos das empresas, fardamentos esses que vêm repletos de códigos e significados e que não representam os saberes plurais da era digital.

Por fim, vamos criar os mais diversos canais para tentar atingir a todos os tipos de empresários, dos mais conservadores aos mais antenados. Precisamos fazer isso de forma ampla, se não corremos o risco de ficarmos na rasteira dos novos paradigmas e conceitos que impulsionam a economia do nosso país. Fica o apelo a todos que contribuem para a disseminação do conhecimento profissional nas suas mais diversas áreas, que façamos esforços conjuntos para atualizar a mentalidade do mercado!

Beatriz-Villar

0

Beatriz Villar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *