fbpx

Você tem navegado na direção correta?

Você tem navegado na direção correta?

 Navegar é encontrar um destino e fazer da imensidão das águas o seu caminho.

Enfrentou um turbilhão de ideias, navegou entre pensamentos num mar em fúria de palavras perdidas que certo dia um jovem capitão ousou arriscar.

Sem plano, sem rumo, questionava a imensidão daquele local no aguardo de respostas, mas apenas conseguia submergir em seus próprios sonhos. Não entendia porque o vento soprava ao norte, se o caminho que lhe parecia mais seguro estava ao sul.

Abordo estava uma pequena tripulação, que dependia das escolhas certas do  jovem capitão. Partilhavam de seus sonhos, de suas angustias e alegrias. Também almejavam conquistas, mas todos eram alimentados pelas realizações de seu comandante.

navegarEntre conversas ao entardecer na proa de seu barco simples, o jovem capitão questionava o porquê de ter ocupado aquele posto sem a devida experiência, sem o conhecimento, sem perguntarem se era aquilo que queria pra si. As respostas ecoavam pela brisa da noite num mar agitado que o impedia de descobri-las sem antes aprender a navegar.

Em seu diário de bordo, aquela noite, tentou escrever novamente. Folheou poucas páginas até encontrar uma em branco, notou que já estava muito tempo no mar e tinha uma estória muito curta transcrita ali. Pegou sua pena, centralizou a luz falha sobre o diário, segurou firmemente a mesa que escorregava num espaço pequeno devido à inquietação do mar, e quando foi procurar a tinta preta que registraria suas palavras não a encontrou…

Angustiado, pois sentia que poderia tornar aquele momento diferente, desbravar entre as páginas tão brancas quanto a areia da praia de onde zarpou traria conforto, mas pela falta de um recurso resolveu deitar-se e tentar dormir.

Mais inquieto entre seus lençóis do que seu barco rompendo as ondas enquanto outras quebravam na lateral de seu casco, o jovem capitão, silenciou-se. Paralisado, limpou sua mente e começou a prestar atenção naquele movimento, tentando encontrar respostas.

Entre um abrir e fechar de olhos, um raio de luz rompeu a cabine e atingiu em cheio seu rosto, neste momento percebeu que já era dia. Em silêncio, levantou – pegou sua bússola, seguiu até o convés onde sua tripulação já o aguardava em busca das instruções daquela manhã. Entre uma olhada rápida ao horizonte e para o manche, tomou seu posto e com um largo sorriso, olhou para todos e disse: Hoje iremos navegar!

Sem entender, um tripulante questionou: Mas não temos feito isso há tempos?

Com serenidade e alegria respondeu:

Temos apenas rompido ondas, sendo jogados da esquerda para direita no calar da noite por um mar que não conhecemos, acordamos no dia seguinte para tentar voltar ao ponto que estávamos antes, buscando a zona de conforto que é o local que já conhecemos, mas o mar muda, a maré sobe, a tempestade vem e quando tudo passa se tivermos sorte estaremos aqui, mas não no mesmo lugar. Navegar não é isso. Navegar é encontrar um destino e fazer da imensidão das águas o seu caminho.

E você, tem navegado?

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

0

Eduardo Silva

Apaixonado pela vida e suas surpresas, adora uma boa conversa. Especialista em Planejamento Comercial, é palestrante em negociação e vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *