fbpx

Festival Mundial de Publicidade de Gramado – Razão e Emoção em um mesmo local

Festival Mundial de Publicidade de Gramado – Razão e Emoção em um mesmo local

 Hoje não consumimos apenas os produtos expostos nas vitrines, mas sim, a imagem que formamos deles. Queremos nos sentir parte do universo de cada marca.

Falando sobre essas duas palavrinhas mágicas, a emoção é a primeira a ser despertada logo ao passar pelo pórtico de entrada da cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Para os leitores que não conhecem, a cidade traduz todo o encanto da Serra Gaúcha em um único local. Acolhedora, sabe receber seus turistas com maestria. A colonização alemã deixa sua marca na arquitetura e o clima bucólico do interior faz com que qualquer pessoa se sinta visitando alguma pequena cidade europeia. Com esta emoção, tentarei expor em alguns parágrafos o 19º Festival Mundial de Publicidade de Gramado.

O festival iniciou fazendo uma reflexão sobre a publicidade brasileira, que tem seu despertar na década de 70, atingindo sua maturidade em meados dos anos 80. Essa maturidade se deve muito ao comportamento do cidadão brasileiro, povo alegre, extrovertido, criativo e com muita vontade de inovar e expor seus sentimentos. Esses sentimentos começaram a ser passados pelos profissionais e a emoção começava a dar um toque na publicidade brasileira, mesmo que sem perceber já se trabalhava no país tupiniquim uma comunicação diferenciada do resto do mundo, deixando um pouco de lado o foco estritamente no produto.

Após, o festival circulou por um tema polêmico, “como a mente humana toma decisões”, assim pode explicar cientificamente como isso acontece, exemplificando as razões e emoções sentidas pelos seres humanos. Fica claro que todos nós tomamos nossas decisões com maior influência na emoção do que na razão, aliás, chega-se a conclusão que a emoção tem razão, pois não consumimos nada sem estarmos emocionalmente ligados a alguma marca ou a alguma situação, assim o primeiro processo é envolver-se e após paramos para pensar se necessitamos, ou não, do produto.

As lembranças do nosso passado estão diretamente ligadas com o nosso comportamento. Nossos pais, avós, primos e amigos deixaram marcas em nossa vida e isso certamente reflete em nossas decisões atuais. Hoje não consumimos apenas os produtos expostos nas vitrines, mas sim, a imagem que formamos deles. Queremos nos sentir parte do universo de cada marca.

Os valores mudaram, o preço e a qualidade dos produtos passaram a ser obrigação e o fator diferencial passou a ser a disponibilidade e a velocidade. Em um mundo tão globalizado, não responder um e-mail com velocidade pode passar a ser fator fundamental para uma possível troca de fornecedor.

O vídeo abaixo é de uma rede de farmácias do Rio Grande do Sul. Se tivesse que expor meu sentimento em relação ao festival em apenas 140 caracteres o seria certamente com este link: http://bit.ly/13vNY2O

Como falar em razão?

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

Marcus-Tonin

0

Marcus Tonin

Sócio da Candoo Comunicação e Branding e Consultor de Marketing pelo Sebrae. Apaixonado pela comunicação, que ainda acredita que esta deva ser realizada pelas pessoas, e não por seus meios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *