Criar o departamento de Marketing na empresa e achar que ele deve cuidar da parte promocional, é apenas estar preocupando-se com 25% da totalidade do negócio, e mesmo assim os profissionais de marketing não possuem as ferramentas necessárias para a criação dos materiais promocionais.

O diretor da empresa convoca uma reunião com os gerentes mais importantes e anuncia:

– Senhor Gerente comercial, você não está mais sozinho! Acabamos de estruturar um novo departamento na empresa, o Marketing.
Gerentes: – Oh! Que bom. E o que fará este novo departamento?
Diretor: – Bom, estamos dispensando a agência que nos atendia e a partir de agora, o marketing fará todos os nossos catálogos, e-mails marketing e a manutenção de nosso site.

Vejo a realidade de muitas empresas sendo exemplificada acima, infelizmente uma realidade equivocada em achar que o marketing se restringe a esses serviços. No livro Administração de Marketing, Kotler diz que a administração de marketing é o processo de planejar e executar a concepção, a determinação de preço, a promoção e a distribuição de ideias, bens e serviços para criar negociações que satisfaçam metas individuais e organizacionais.

marketing mixO marketing norteia-se pelo seu mix, também chamado de composto de marketing, que compreende o entendimento sobre produto, praça, preço e promoção, os famosos 4 P´s. Criar o departamento de Marketing na empresa e achar que ele deve cuidar da parte promocional, é apenas estar preocupando-se com 25% da totalidade do negócio, e mesmo assim os profissionais de marketing não possuem as ferramentas necessárias para a criação dos materiais promocionais.

Está claro que estamos vivendo um modismo relacionado ao marketing, soa bonito dizer que nossa empresa possui o departamento, que já conhecemos essa ciência e que a estamos aplicando. São poucos, contudo, que se mostram preocupados em confirmar se o profissional que está gerindo esta área é, realmente, um profissional habilitado. Algumas empresas destinam o setor para ser gerido pelo departamento comercial, outros contratam um estagiário e assim a deturpação do serviço permanece.

Creio que seja mais cômodo aos gestores destinarem a suas áreas de marketing somente as tarefas do “P” de promoção, pois, não seria muito audacioso querer discutir preços de compra e de venda, locais de distribuição dos produtos e inovação nos mesmos, com um profissional que não possui participação acionária na empresa? Na matéria da revista Meio e Mensagem especial sobre os profissionais de marketing, Eliane Pereira define: combinar criatividade com capacidade de tomar decisões e de inspirar sua equipe são pontos fundamentais para um bom líder de marketing.

Portanto, devemos nos conscientizar que o profissional de marketing está habilitado a discutir a relação global da empresa no ambiente interno e externo. Concordo que as grandes empresas já trabalham com esta proposta claramente, mas escrevo aqui para as pequenas e médias empresas que ainda não possuem esta visão. O marketing veio para somar dentro da organização, não se trata de um profissional monopolizador de mercado, pelo contrário, é tarefa deste profissional auxiliar em todas as áreas, inclusive promovendo a integração das mesmas, seja pelo compartilhamento das informações ou até mesmo pelas comemorações dos resultados obtidos no final do processo.

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

Marcus-Tonin

banner clique
The following two tabs change content below.
Sócio da Candoo Comunicação e Branding e Consultor de Marketing pelo Sebrae. Apaixonado pela comunicação, que ainda acredita que esta deva ser realizada pelas pessoas, e não por seus meios.