fbpx

Pessoa Jurídica: Ser ou não ser – simplificando a abertura de uma pequena ou micro empresa

Pessoa Jurídica: Ser ou não ser – simplificando a abertura de uma pequena ou micro empresa

Apesar dos trâmites de abertura, da importância da contabilidade direcionada para seu negócio e das burocracias a serem seguidas, uma pequena ou micro empresa sobrevive e dá grandes saltos quando oferece bom preço, qualidade, ótimo atendimento e também boas ideias.

Com a inserção de diferentes ramos de atuação para o mercado consumidor, a aparição de novas pequenas e micro empresas é constante. Mas muitas pessoas ainda têm aquela dúvida: ser ou não pessoa jurídica? A dúvida procede de uma economia como a brasileira com um histórico de instabilidade e uma carga tributária pesada, não ser dono de uma empresa sem dúvida reduz os custos. Mas o empreendedor informal está limitado a contatos também informais, já a empresa constituída tem diante de si todo o mercado  real, composto de fornecedores, clientes, e um conjunto de consumidores. Créditos, financiamentos e programas de incentivo também ficam mais acessíveis com a personalização jurídica de uma empresa. E como tornar-se empresário, com inserção legal, de uma pequena ou micro empresa?

abertura-de-empresaPrimeiramente, buscando assessoria de uma empresa contábil e informando as vantagens e desvantagens de seu ramo. No primeiro contato, o profissional de contabilidade deve sanar as dúvidas do novo empresário, indicar os passos que seguirão juntos, e informar as custas operacionais. Para melhor entendimento, vou listar basicamente como é o início desse processo:

1º PASSO: Relação dos dados principais da Empresa (atividade empresarial, localização, sócios, e etc).

2º PASSO: Inscrição da empresa na Junta Comercial do Estado. Nesse momento também é emitido o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e feito vistoria pela Secretaria de Finanças do Estado (SEFIN).

3º PASSO: Liberação dos Alvarás de Localização, Saúde e Funcionamento Municipal (com vistorias da Prefeitura, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros).

O profissional de contabilidade indicará cada passo a ser seguido e os documentos necessários para cada ação. O processo de constituição de uma pequena ou micro empresa gira em torno de 30 dias (podendo ser reduzido a 10), onde todos os documentos são regularizados e apresentados aos órgãos responsáveis por sua legalização. Por isso é necessário ter como assessor de seu negócio um profissional capacitado e comprometido.

Apesar dos trâmites de abertura, da importância da contabilidade direcionada para seu negócio e das burocracias a serem seguidas, uma pequena ou micro empresa sobrevive e dá grandes saltos quando oferece bom preço, qualidade, ótimo atendimento e também boas ideias. Por isso, é necessário uma análise do mercado consumidor e o detalhamento da forma de abordagem que sua empresa utilizará para se inserir. Diante dos incentivos, benefícios e formalizações, através de uma assessoria competente e eficaz, vale a pena deixar de ser um empreendedor informal e tornar-se um empresário em busca constante pelo sucesso.

Baseado em um texto de Cláudio Lima de Souza – Técnico Contábil e meu pai que recebe uma homenagem com a parte do título que diz “ser ou não ser Pessoa Jurídica?”
Dicas de Edson Eduardo Coelho Ramos – Bacharel em Ciências Contábeis e mais informações em http://www.portaldoempreendedor.gov.br

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

Hayane_Souza

0

Hayane Souza

Os capítulos da minha vida mudam rápido, assim como as tendências de comunicação. Publicitária apaixonada pelo efeito positivo que o marketing causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *