fbpx

A emoção que mobiliza – Uma foto por dia no pior ano da minha vida

A emoção que mobiliza – Uma foto por dia no pior ano da minha vida

Ainda não sabemos ao certo qual é fórmula para um conteúdo tornar-se viral, mas sabemos que para isso acontecer é preciso que haja envolvimento de alguma forma entre os públicos. Foi o que aconteceu a pouco mais de uma semana com o vídeo “Uma foto por dia no pior ano da minha vida”. O vídeo revela a drástica realidade da violência doméstica e, em poucos dias alcançou mais de 3 milhões de views e mais de 5 mil comentários de pessoas de todo o mundo sensibilizadas com o alerta dado pelo vídeo.

O conteúdo foi publicado por um usuário anônimo, autointitulado como fero061982 e mostra através de fotografias diárias o cotidiano de uma linda jovem. A beleza da moça é incontestável, mas o que realmente choca são os hematomas que surgem em seu rosto ao decorrer do ano e a mensagem final que diz: “Me ajude. Eu não sei se o amanhã virá”.

Há especulações que o vídeo não seja real, e sim uma campanha croata de conscientização contra a violência doméstica.

Independente da veracidade da produção do vídeo, um conteúdo de importância global conseguiu quebrar as barreiras da informação atingindo emocionalmente quem o assiste. A maneira que o assunto foi abordado foi capaz de mobilizar de alguma forma milhares de pessoas afins de ajudar vítimas desse tipo de agressão.

Temos a internet a nosso favor, detendo com ela o poder de divulgar e pulverizar informações pertinentes ou não. O ato de compartilhar opiniões e mobilizar quem está inserido nesse universo tornou-se forte aliado para quem realmente quer transformar percepções e estimular indivíduos para a ação efetiva.

Comentários do tipo: “Não importa se ele é falso ou não, isso acontece com as mulheres de todo o mundo” ou “O vídeo não quis dizer que toda mulher está sendo espancada por seu marido todos os dias. Ele só quer apontar o problema que ainda existe, de uma forma criativa”, podem ser vistos no Youtube sobre o assunto, além de comentários revoltados sobre a infeliz prática que ainda é comum pelo o mundo todo.

Até o momento ninguém assumiu a autoria do vídeo. A moça foi identificada como Mia Hujic, modelo e tradutora croata, mas ainda não quis se pronunciar sobre o assunto.

Temos a internet a nosso favor, detendo com ela o poder de divulgar e pulverizar informações pertinentes ou não. O ato de compartilhar opiniões e mobilizar quem está inserido nesse universo tornou-se forte aliado para quem realmente quer transformar percepções e estimular indivíduos para a ação efetiva. O vídeo Uma foto por dia do pior ano da minha vida é um exemplo claro de que usar a emoção para o envolvimento real pode ser a saída para alertar e mobilizar sobre assuntos já conhecidos, de uma forma marcante, impactante e que realmente leve sentido para quem o absorva.

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

mariana_mel

0

Mariana Melissa

Graduada em Marketing e Gestão de Recursos Humanos, é apaixonada pela arte da escrita e pelas relações pessoais. Já trabalhou com comunicação interna, redação e marketing. Atualmente é Gerente de Projetos na agência Target Mais e está a frente dos projetos internos do Ideia de Marketing atuando como gestora de pessoas e conteúdo. marianamelissa.s@gmail.com

3 comentários sobre “A emoção que mobiliza – Uma foto por dia no pior ano da minha vida

  1. A violência doméstica, intrafamiliar, e todo tipo de violência, só poderá ser banida efetivamente do mundo, quando houver um ímpeto de combate e enfrentamento que surja não apenas dos meios de comunicação, e dos instrumentos estatais, sociais e políticos, mas da essência ético-psicológica de cada cidadão!!!

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *