fbpx

PS. Encaminho briefing por e-mail

PS. Encaminho briefing por e-mail

Estamos imersos na onda tecnológica que revolucionou todos os meios/canais, que maximizou possibilidades e desejos em uma velocidade violenta, transformou além de tudo pessoas, possibilitando olhares críticos ao processo e a forma de se comunicar.

Precisamos entender primeiramente que a comunicação é gente, ou seja, o ser humano deve ser o foco em qualquer campanha e não os meios tecnológicos que iremos utilizar, estes são apenas um dos vários recursos que podemos despertar interesse. Proponho essa reflexão inicialmente, pois fomentará todos os argumentos a seguir.

Na era do “click” qualquer pessoa detém o poder, ou melhor, nós somos o poder! A forma que comunicamos nos habilita como formadores de opinião em nossa rede, que pode “contaminar” tantas outras, graças o advento da internet. Antigamente, por volta da idade média, os arautos do Rei liam as mensagens em praça pública para instruir os cidadãos conforme os desejos da realeza, naquele momento/local conseguiam a atenção de todos para transmitir um ideal, uma nova regra, entre tantas outras possibilidades. Já no século XV, Londres revolucionou o mundo quando inventou a imprensa, naquele momento a comunicação se fez sinônimo de poder. Com a publicação do primeiro jornal, a cidade luz começava a abrir bares de forma exorbitante, tinha como propósito oferecer um local para que as pessoas discutissem sobre o que liam.

Atualmente a internet norteia nossos passos comunicativos, podemos estar em vários locais ao mesmo tempo, oferecendo mensagens personalizadas para cada cultura, cada ideal, cada pessoa. Há alguns anos o foco era o produto/serviço, agora são as pessoas – a adaptabilidade em um sistema “camaleão” e a regeneração em um processo “lagarto” são essenciais, precisamos adaptar a nossa forma de se comunicar e regenerar processos quando se tornarem inadequados ao foco do público que queremos atingir.

Agora pense, ao contratarmos uma agência de propaganda para comunicar nossa marca temos que ter em mente que um objetivo de comunicação é derivado do objetivo de marketing, ou seja, desejo obter 35% de share de mercado e alavancar minhas vendas no Sul/Sudeste, isso não pode ser um objetivo mensurável para uma agência, pois ela não pode garantir um aumento de vendas, deve sim estar engajada em promover a sua marca. Tudo parte do briefing que passamos para agência, o ato/efeito de brifar mal – entenda como dados inconclusivos, falta de características essenciais/prioritárias, definição correta da estratégia e direcionamento dos objetivos – prejudica as ações que a agência irá desenvolver, sendo muitas vezes este o fato que causa as idas e vindas desgastantes de um trabalho.

Veja como um briefing mal explicado pode conduzir a várias interpretações e às vezes ser o motivo do fracasso de uma campanha.

Projeto comunicação

A comunicação é essencial, diferencia e habilita nossos objetivos. Um dos muitos erros em iniciar uma campanha é tratá-la totalmente virtualmente entre trocas de e-mails. Lembre-se do que comentei no início “comunicação é gente”, por isso é essencial quebrar a barreira virtual mesmo na urgência de um projeto, transmitir para a agência de forma pessoal o que se espera, ou seja, uma reunião de briefing pode ser o diferencial para o sucesso e evitar a famosa frase ao final “PS. Encaminho briefing por e-mail” que deixa muitas lacunas entre o que agência entende e o que o cliente realmente espera.

Por fim, apresento esse vídeo engraçado entre a rotina de muitas agências e seus clientes.

Comunique-se!

Um grande abraço e até a próxima!

* este post foi inspirado na aula do prof. Ricardo de Castro “Rico” (Propaganda e Mídia Digital) da FGV.

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

0

Eduardo Silva

Apaixonado pela vida e suas surpresas, adora uma boa conversa. Especialista em Planejamento Comercial, é palestrante em negociação e vendas.

3 comentários sobre “PS. Encaminho briefing por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *