fbpx

Marketing em uma palavra: Relacionamento

Marketing em uma palavra: Relacionamento

Marketing é relacionamento. Veja a inovação no atendimento como proposição de valor à fidelização da sua marca.

E quando toda sua estratégia der errada a culpa será do cliente que não agiu conforme o planejado? Empresas atuais percebem que começam a ganhar mais no momento da compra e não somente na venda. Gerenciar o relacionamento em nossa rede é fator de diferenciação para “enxergar o invisível”, pois se trata de um serviço difícil de ser copiado e agrega imenso valor ao negócio.

Em 2011 realizei uma pesquisa com 200 pessoas questionando-as sobre: Por que os clientes trocam de empresa? O resultado é interessante perante as seguintes razões:

  • Encontrou produto melhor: 15%
  • Encontrou produto com custo inferior: 16%
  • Falta de atenção pessoal: 22%
  • Falha no atendimento (rude/desatencioso): 40%
  • Outros: 7%

Marketing é relacionamento. Veja a inovação no atendimento como proposição de valor à fidelização da sua marca. Inovar é exatamente fazer diferente, gerar valor de forma única ao seu negócio, entendendo que apesar das métricas, estratégias e demais recursos que dispomos hoje, o que potencializará o retorno do nosso cliente será a qualidade no atendimento utilizada no processo.

Ferramentas não faltam para monitorar o processo de relacionamento, inclusive a empresa que não estiver com canais interativos em várias mídias tende a ser menos valorizada pelo mercado consumidor. A adaptabilidade é essencial para a sobrevivência atual das organizações, departamentos são criados especificamente para monitorar e interagir com os clientes, oferecendo agilidade, informação, criatividade e inovação. Agora por que será que grandes empresas ainda erram em estabelecer um canal junto a seus clientes?

Destaco quatro pontos com intuito de evitar o que chamo de “ruptura no relacionamento”:

  1. Necessidade / Desejos: utilizo a metáfora do iceberg, onde as necessidades estão à vista, como a parte que fica para fora da água. Enquanto isto, os desejos estão ocultos, submersos. Utilize o relacionamento para gerenciar as necessidades de forma inovadora e trabalhe forte sobre os desejos para que possam emergir perante o mercado.
  1. Solução: aproxime-se do seu cliente, não tenha receio em buscar a interação entre empresa e mercado consumidor. O histórico demonstra o relacionamento como componente chave em muitas estratégias organizacionais, agregando pontos inovadores que instigam a recompra de um produto/serviço. Feito isso, não basta monitorar o nível de satisfação, é necessário gerenciar os pontos negativos para convertê-los em oportunidades, críticas construtivas tem papel fundamental para as empresas que sabem e querem ter além de um cliente, um parceiro de negócios.
  1. Comunicação entre as partes (mídias): que canal usar? Como divulgar a nossa marca? O universo que abrange a comunicação é extenso e criativo, é comprovado que virais ditam costumes e apontam necessidades, ouso dizer que até despertam desejos no subconsciente de muitos. A pergunta que sempre permeia minha mente quando vejo uma campanha que se deu mal é: Será que escutaram realmente o seu mercado consumidor? Manter relacionamento não é simplesmente agradar o cliente, é retirar as informações essenciais desta relação para estabelecer estratégias desde a manutenção, lançamento ou até exclusão de um produto/serviço.
  1. Criar condições de consumo: a partir do momento que se estreita a relação entre as partes com ações eficazes é mais simples criar condições que estimulem seu cliente. Um caso de sucesso neste modelo é a Apple, digo sempre que não existem clientes lá, mas fãs incondicionais. A magia do relacionamento esta no encantamento, em oferecer atenção a cada detalhe por mais simples que seja e demonstrar constantemente a importância de ter cada cliente, criando mais que uma marca, uma referência para todas as outras. Entenda que concorrente não é apenas aquele que você estabelece, mas todos os quais seus clientes te comparam.

Relacionamento em marketing é diferenciar-se a baixo custo, inovar e agregar alto padrão de excelência ao negócio, desenvolver modelos e ações criativas, transformar o simples em algo único e despertar o desejo de exclusividade.

Que tal agora estreitarmos o relacionamento entre o Ideia e você? Acesse, curta e veja as ideias virando conteúdo na sua timeline!

FAN PAGE IDEIA

Um grande abraço e até a próxima!

0

Eduardo Silva

Apaixonado pela vida e suas surpresas, adora uma boa conversa. Especialista em Planejamento Comercial, é palestrante em negociação e vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *