fbpx

Acionando um click para o networking – Parte 1

Acionando um click para o networking – Parte 1

Por que pensar pequeno? Pensar grande ou pequeno exige o mesmo esforço então por que se limitar? Já somos limitados desde que nascemos, por que aceitar essa condição?

Networking, palavra de origem inglesa, derivada dos termos net (rede) e working (trabalhando) são entendidos como rede de relacionamentos para negócios ou estratégia de uma melhor colocação profissional, cujas palavras chaves são #RELACIONAMENTO #INTERAÇÃO #MANUTENÇÃODOSCONTATOS mantidas em cadeias invisíveis que nos conectam a pessoas diferentes e não importa a localidade, as quais chamaram rede. Quanto mais conhecido você se faz ou conhece as pessoas contactadas, maior torna-se sua network; Mas não esqueça que rede social não é uma busca de lotes de amizades, se resume muito mais à qualidade que quantidade. E também não é novidade, desde que o ser humano se conhece como ser humano existe o que chamamos REDES SOCIAIS.

Quando você escuta o termo networking o que vem à tona em sua mente? A ideia de estabelecer uma rede de relacionamento lhe traz insegurança? Imaginas um local repleto de pessoas desconhecidas e tendo que se relacionar com as mesmas? Ou será que você imagina homens e mulheres extrovertidas se conhecendo como se estivessem participando de um Reality “Networking ao máximo”? Uma característica inerente nossa é o social, precisamos conviver com outras pessoas, biologicamente falando. Porém, o ser humano vive tão carente de propósito e significação nos dias atuais que é necessário um “mais além” do retratado sobre network e é esse “mais” que traz satisfação na vida, tanto profissionalmente quanto pessoalmente. É o mais que vai proporcionar mudança onde você estiver e é esse mais que pode mudar o mundo. Por que pensar pequeno? Pensar grande ou pequeno exige o mesmo esforço então por que se limitar? Já somos limitados desde que nascemos, por que aceitar essa condição?

Esse “mais” é um nível de comprometimento e lealdade, relacionamento do tipo “Pode me ligar a qualquer hora sempre que precisar”, uma espécie de tábua da salvação, porque em muitos momentos, nossas relações são tudo que nos restam. Desde o zigoto estamos competindo, na escola queremos ser os melhores, na faculdade nos fechamos em nosso mundinho achando que todos ao nosso redor são nossos concorrentes e no mundo corporativo alguns querem “puxar o tapete do outro”. Até quando vamos viver dessa forma? Quando falamos em revolução silenciosa trazida pelas mídias sociais e que o mantra da nova web é “Você é o que você compartilha” podemos acreditar em uma sociedade mais generosa e colaborativa, cabe a cada um de nós fazermos nossa parte.

0

Saulo Andrade

Um comentário em “Acionando um click para o networking – Parte 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *