fbpx

Como uma tatuagem pode interferir em sua imagem?

Como uma tatuagem pode interferir em sua imagem?

O mercado de trabalho está cada vez mais aberto a mudanças e adepto as diferenças. Mas até que ponto? Segundo uma pesquisa realizada pela revista “Você S/A”, os Rh’s das empresas acreditam que a tatuagem tira a credibilidade para um emprego e grande parte dos entrevistados vetaria candidatos com tatuagens em exposição.

Para nós, geração Y e adeptos dessa “tal liberdade”, essas informações podem parecer tanto quanto exageradas ou até mesmo preconceituosas. Pois bem, ao desenrolar desse texto, pensemos então, com mente de empreendedores que visam o sucesso de sua marca e a realização de seus negócios.

Ao darmos início a uma empresa ou, até mesmo, a um simples projeto, precisamos definir um público. É ele quem dará as dicas de como devemos nos portar diante ao mercado.

A tatuagem é usada como forma de expressão, independente do que se quer expressar, ela faz esse papel muito bem. É a partir daí que os problemas para as empresas podem começar em relação ao assunto em discussão. Não vamos falar sobre caráter, competência ou produtividade, está mais do que claro e provado por A + B que tatuagens não interferem em quesitos do tipo. O que quero abordar com isso são os conflitos de valores expostos através dessas figuras. Para uma organização tradicionalista, contratar funcionários tatuados pode ser um grande empecilho. Seus consumidores buscam credibilidade, segurança, estabilidade e, a imagem de seus colaboradores quer queiram quer não, está diretamente relacionada aos valores que ela quer transmitir. Para uma loja de artigos esportivos ou um estúdio de arte, esse talvez não seja o maior ponto critico a ser analisado em uma entrevista. Por ser um ambiente de maior descontração, seu público alvo busca a credibilidade em valores divergentes das empresas convencionais.

O fato é que, nem sempre os desenhos marcados nas peles que circulam pelas ruas a fora querem mesmo dizer algo sobre as pessoas que os carregam, mas muitas vezes pode ser exatamente o que as empresas não querem transmitir aos seus clientes. E é ai que a opção de ser descolado, dono de suas próprias atitudes ou apenas mais um tatuado pode acabar com as chances de conquistar o emprego dos seus sonhos.

Você pode achar que o que lhe digo nesse momento não é nenhuma novidade. Pois não é mesmo. Desde os primórdios de tudo a imagem é uma porta convidativa ou vedadora de oportunidades, tanto para candidatos em busca de espaço profissional, quanto para empresas que buscam se posicionar no mundo mercadológico. Mas o que talvez muitos de nós não esperávamos é que em pleno século 21, carregar um simples (ou nem tanto) acessório de expressão pelo corpo ainda tem um grande peso na tomada de decisão na hora contração.

Tatuados ou não, adeptos ou contrários, concordemos que sua imagem é o seu cartão de visita, portanto saiba como diagramar-se de acordo com o que você quer que vejam a seu respeito. Seja você pessoa física ou jurídica, tatue os valores que você deseja que todos reconheçam e não apenas o que a moda tem ditado. Pois em algum momento o modismo sai de cena e aquela oportunidade tão esperada pode voar pelos ares devido a um cartão de visitas mal planejado. Como você está se apresentando? Seu cartão de visitas está chamando atenção de forma positiva?

0

Mariana Melissa

Graduada em Marketing e Gestão de Recursos Humanos, é apaixonada pela arte da escrita e pelas relações pessoais. Já trabalhou com comunicação interna, redação e marketing. Atualmente é Gerente de Projetos na agência Target Mais e está a frente dos projetos internos do Ideia de Marketing atuando como gestora de pessoas e conteúdo. marianamelissa.s@gmail.com

29 comentários sobre “Como uma tatuagem pode interferir em sua imagem?

  1. Olá Camila, muito obrigada pelo comentário.
    Por mais que a modernidade tem chegado de forma avassaladora na vida das pessoas, não devemos desconsiderar alguns fatores que ainda podem mudar com o rumo dos nossos planos mesmo com todas essas quebras de paradigmas. E talvez a decisão de fazer uma tatuagem muito grande, exposta, deve ser pensada com muita cautela , as vezes essa decisão de tatuar-se pode esperar um pouquinho mais, até pelo menos uma estabilidade ou se realmente tiver certeza do que está fazendo.
    Abraços e obrigada pela visita!

    0

    [Reply]

  2. Assim como a Camila, faço parte da geração de tatuados! E infelizmente tenho que concordar que ainda existe um certo preconceito em torno do assunto, mas se formos analisar pelo ponto de vista empreendedor alguns desenhos não passam credibilidade alguma, muito pelo contrario. Portanto é necessário que se pense muito bem em o que fazer e onde fazer, pois essa decisão afetará de maneira considerável o seu futuro.

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Exatamente isso Natália. A questão em si não é ter um tatuagem e sim o que ela está está representando e de que forma está fazendo isso. Ao meu ponto de vista, o fato de ter uma tatuagem não quer dizer nada. O que tem pesado aos olhares das empresas é o que esse desenho pode influenciar na imagem dos negócios. É nesse ponto do que queremos expressas com certos desenhos que devemos ter um pouquinho mais de cautela. (isso ao meu ponto de vista)
    Agradeço a visita e o comentário!!
    Abraços

    0

    [Reply]

  3. Tatue os valores que você deseja que todos reconheçam e não apenas o que a moda tem ditado.

    Isso diz tudo, parabéns pelo artigo, querendo ou não os clientes vão te olhar de lado por causa de uma tatuagem sim. Além de jovem, tatuado, como irão confiar em mim? Nem todos são da geração Y.

    Eu não ligo muito, não tenho tatuagem, e se algum cliente me negasse por isso ou por ser jovem demais, com certeza ele iria sair perdendo.

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Boa tarde Zeca! Obrigada pelo comentário.
    Não podemos dizer que somente no mercado e no meio da contratação há preconceito. Esse preconceito continua rondando a sociedade e por isso ainda existem clientes que podem te olhar de forma diferenciada perante a uma tatuagem ou qualquer outro adereço. Como você disse, em alguns ramos há o preconceito em ser geração Y, há preconceitos com tatuados e com inúmeras diferenças que não cabe citar aqui. A ideia do artigo é apenas alertar sobre como se expressar por meio de desenhos na pele e como eles podem serem vistos. Nem sempre o que você quer que as pessoas entendam com a tatuagem é o que realmente elas podem estar interpretando.
    Obrigada pela visita e continue seguindo o Ideia de Marketing e deixando seu comentário.
    Abraços :)

    0

    [Reply]

  4. Devido a pessoas que pensam como você, o preconceito nunca vai acabar no mundo. Você não é as roupas que veste, você não é o tênis que calça. As pessoas nunca devem julgar ninguém pela aparência. O mundo esta errado, não os tatooados.

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Olá Pedro. Concordo com o que disse. Realmente não é uma tatuagem ou uma roupa que o fará uma pessoa melhor ou pior. Particularmente gosto bastante de tatuagens e quero fazer a minha, porém como citei no texto, o mercado ainda anda um pouco reservado em relação a esse assunto. Claro que isso depende de área para área e essa aceitação cresceu muito com o passar do tempo, mas ainda assim existe esse bloqueio vindo das empresas. Agradeço o comentário e que tenha colocado sua opinião! Apareça sempre que quiser e não deixe de expor suas ideias! Abraço

    0

    [Reply]

  5. Parabéns pela matéria e gosto muito de seus artigos, pois são de grandes e importantes conteúdos para o profissional!

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Obrigada Jaeder, fico feliz em saber que posso contribuir de alguma forma. Está mais que convidado a continuar seguindo os posts do Ideia, tanto os meus quanto do restante da equipe. Participe sempre que quiser, será sempre bem vindo!
    Abraços

    0

    [Reply]

  6. legal. Já escrevi uma matéria para um jornal local (fortaleza) falando sobre os desafios de um jovem publicitario e a dificuldade em se inserir no mercado de trabalho e em certo momento eu digo que a pessoa só tem chance de causar uma boa 1a impressao uma única vez. Acredito, porém, que este preconceito já está mudando, quanto muitas outros paradigmas que estamos quebrando e com uma velocidade cada vez maior. Particularmente acho tatoo mto legal, embora ainda não tenha tido coragem de fazer uma.. Talvez até por um pouquinho de medo desta situação que você tão bem descreveu. rsrsrs.

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Bom dia Cesar. Achei bem legal esse ponto que você colocou de causar uma boa 1ª impressão somente uma unica vez. É bem isso mesmo. Corremos riscos de boas, ruins, certas ou erradas interpretação de nossa imagem a todo momento, nos cabe tentar transmitir o nosso melhor ou o que seja relevante ser apresentado. Penso igual a você, gosto bastante de tatuagens e estou adiando a minha por alguns fatores e não nego que esse medinho dessa situação é um deles. Mas ainda assim a farei um dia. Obrigada pela visita e pelo comentário. Passe sempre que quiser! Abraços

    0

    [Reply]

  7. Oi, Mariana! Pensamos de maneira muito parecida; também já escrevi a esse respeito lá no meu blog (não vou colocar o link para não parecer que estou forçando a barra para ganhar visitas…eheheh) e estamos bem sintonizadas. Eu tenho uma tatuagem…eheheheh… e você?

    Abraços e parabéns pelo texto muito bem escrito!

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Olá Ligia! Obrigada pelo comentário. Me passa o link do seu texto depois pra eu ver, é sempre bom trocar figurinhas, rs.
    Eu ainda não tenho uma tatuagem, mas estou querendo fazer uma já faz tempo, quem sabe esse ano eu me inspiro e faço. A sua é em alguma parte muito chamativa do corpo? O desenho pode interferir na sua vida profissional? Como disse no texto, acredito que esses pontos devem ser muito bem planejado antes de aplica a ação, heheh. Obrigada pela participação!
    Abraços =)

    0

    [Reply]

  8. Olá Mariana, gostei muito do texto. Sua análise é correta, apesar dos avanços em relação a liberdade de expressão, a percepção das pessoas é formada pela imagem que elas fazem das coisas e porque não, das outras pessoas. Caso alguém tenha desejo de fazer uma tatoo porém tem receio por causa dos preconceitos, a dica é evitar áreas muito expostas, como punhos e pescoço.

    0

    [Reply]

  9. Mariana,

    Tenho um tatuagem no Braço e chega 4 dedos no anti-braço – Quando estou de camisa Social, dobrada não aparecer. mais qaundo to de gola polo. mostra.

    No meu atual trabalho uso Camisa Social. voce acha fora da empresa pode impactuar??? um gerente ver etc??

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Olá Pablo! Tudo depende muito da cultura organizacional da sua empresa e como isso por interferir na imagem. Se durante seu expediente a tatuagem não aparece e até hoje nunca deu problema, acredito que não seja um fator crucial.

    0

    [Reply]

  10. Eu particularmente não gosto de tatuagem porque machuca o corpo e transmite uma sensação de “sujeira”.

    0

    [Reply]

    Regina Reply:

    Sujeira??? só se for na tua mente preconceituosa… e quanto a machucar ou não, é problema de quem vai se tatuar… Mesmo que você seja o recrutador mais bambambã do mundo – ou o presidente da empresa (o que duvido muito)- sinceramente, você não vai muito longe com essa mentalidade… Tá na hora de rever esses (pre)conceitos viu…

    0

    [Reply]

  11. Este é o grande problema da nossa sociedade hipócrita e surrateira, como os grandes executivos, que só estudaram e não tem experiência de vida, um hastafari nunca vai fazer mal a ninguém…. E um político de gravata e muito distinto.Trabalhei em grandes empresas e nunca tive este tipo de problema,pois na verdade mesmo, quem critica os tatuados morrem de vontade de fazer uma.

    Sociedade hipócrita

    0

    [Reply]

  12. Tenho um coração super Mini na mão à cima do dedão,será que tem algo a ver? Me atrapalharia?

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Olá, Fernanda. Tudo depende da sua área de atuação e da empresa que você trabalha ou possa trabalhar futuramente. Cada pessoa tem a sua percepção sobre o assunto, portanto, não há respostas generalizadas para essa pergunta.

    ;)

    0

    [Reply]

  13. Acha que seu eu fizesse uma tatuagem no ombro, isso iria me prejudicar, mesmo com a manga da blusa cobrindo?

    0

    [Reply]

    Mariana Melissa Reply:

    Olá, Aline. Tudo depende da sua área de atuação e da empresa que você trabalha ou possa trabalhar futuramente. Cada pessoa tem a sua percepção sobre o assunto, portanto, não há respostas generalizadas para essa pergunta.

    ;)

    0

    [Reply]

  14. Olá Mariana, como vai?

    Gostei de seu artigo e gostei da forma como soube abordar este tema que, como sabemos, ainda é tabú entre empresas ou corporações mais tradicionalistas.

    Sou admirador da arte da tatuagem e tatuo há cerca de cinco anos. Não vivo do ofício pois tenho outras fontes de renda.

    Atuo na área de tradução e recentemente, abri um blog relacionado ao tema tatuagem como nicho especifico na traducao. Vejo que é um mercado promissor em vários aspectos. Com este blog, pretendo desmistificar idéias e fazer com que enxerguem a verdadeira indústria que é este setor da economia.

    Somos o terceiro maior consumidor de tatuagens e acessórios do planeta, em nossa frente estão Holanda e Estados Unidos. Isso mostra que há espaço para todos e que este paradigma tende ser superado.

    Para ser considerada arte, o tatuador tem que ser um artista, óbvio. Muito diferente dos rabiscos que vemos ao andarmos nas ruas.

    Para mim, arte é tudo aquilo que é capaz de causar reação nas pessoas, seja de forma positiva ou negativa. Ela é pessoal e nem sempre o que me agrada irá agradar ao outro. São pontos de vistas diferentes, entende?

    Parabéns por tocar nesse assunto e trazê-lo ao debate. É assim que evoluímos.

    0

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *