No dia 30/11, viralizou uma campanha em que se criticavam os “privilégios” do deficiente como vaga especial em estacionamento, isenção de impostos nas compras de carros e preferências no transporte público. Uma petição foi criada em uma página para que pessoas assinassem essa suposta reforma nos direitos do deficiente. Sim, até uma petição foi criada...