Estamos na era da economia criativa. Em tempos de startups, vemos Uber, Netflix, Spotify, Airbnb e Nubank quebrando mercados e reinventando formas de se fazer negócio. A aceitação pelo público é alta pela transparência na comunicação, pela velocidade de atendimento, honestidade na precificação e zero burocracia. Cada vez mais a economia criativa se expande e...