É comum vermos grandes marcas anunciarem que estão de cara nova. Normalmente, se apresentam de forma diferente para o público a partir de um novo logotipo, nova identidade visual, novas embalagens.

Mas, por quê?

O Bradesco lançou a atualização da sua comunicação recentemente, e nos inspira a refletir sobre os motivos que fazem uma empresa ou negócio a “pensarem como marca”. Quando há a decisão de dar aquele “upgrade” no logotipo, no site e nos materiais, como comumente o mercado aborda, é porque alguma decisão foi tomada, por conta de algum motivo e para que algo de diferente aconteça. Pretende-se algo com qualquer mudança.

Veja essas reflexões sobre os motivos e porquês.

Efeitos

O minimalismo é apontado, por diversos designers, como uma das tendências visuais universais, porque torna a transmissão cognitiva da informação mais aceitável por nosso cérebro, impactado por várias informações ao mesmo tempo. Nessa linha, a absorção da informação mais sintética se faz de forma mais facilitada. Várias marcas buscam modernizar seu logotipo e identidade visual para conceitos mais adaptados aos efeitos pretendidos de acordo com seu público.

Aplicações

A tecnologia trouxe junto novas formas de comunicação, novos meios, novos canais e plataformas que conectam emissor e receptor. Assim, os espaços visuais disponíveis também foram se transformando, inviabilizando ou reduzindo o efeito de aplicações para logotipos com algum nível de especificação visualmente complexo (multicolorido, multitracejado, repleto de detalhes ou com incompatibilidades de estrutura de manipulação por designers). Pense quantas marcas têm dito que estão “cada vez mais digitais”, acompanhadas de evoluções visuais. Bradesco é este caso.

Contemporaneidade

Modernizar sua aparência para se mostrar atual gera uma sensação de confiança, dinamismo e preparo para os desafios de hoje em dia. Nesse sentido, a pura percepção de que uma marca, pelo seu visual, é tradicional e antiga, pode trazer esses atributos à tona numa época em que a transformação digital nunca fez tanto sentido para as empresas. Buscar a compatibilidade visual com o contemporâneo é um caminho para se mostrar à frente.

Nova vida para a comunicação

Normalmente, quando um logotipo é atualizado, novas cores, formas e elementos sensoriais para a marca também podem surgir, conforme o trabalho da consultoria. Assim, uma mudança visual ocorre, também, para ditar um novo ritmo e tom de comunicação, que tenha a ver com um novo momento que determinado negócio busca, como um novo posicionamento institucional, de um produto ou serviço, por exemplo.

Tornar a comunicação mais atrativa

A comunicação dá vida para qualquer estratégia corporativa. Por isso, é responsável e se coloca como interlocutora da marca, conectando-se com seus públicos de interesse por meio de canais e meios. A busca por uma comunicação mais atrativa também passa pelo impacto visual, sonoro, sensorial, verbal, que se adeque à realidade daqueles a serem impactados, de modo que se surpreendam. As marcas que pensam à frente fazem essa busca constantemente.

Novos negócios

Quando mais marcas se conectam, em uma fusão ou aquisição, podem dar origem a novos negócios, produtos ou serviços, gerando a necessidade de se criar uma nova identidade característica para esse novo negócio.

Um novo logotipo e uma nova identidade visual ajudam a marca a consolidar seu posicionamento, porque, sensorialmente, reafirmam ou provocam novas sensações no seu público. Nesse sentido, buscar a profissionalização da sua marca pode ser um elemento positivo para a retomada do negócio e da comunicação.

Nesse universo, não existe certo ou errado, e cada marca tem sua própria capacidade e características de fazer sentido para o seu público. A missão é essa. Fazer sentido e ser relevante!

Veja algumas transformações: http://bit.ly/evolucaodasmarcasgoogle
Saiba mais sobre o case do Bradesco: http://bit.ly/novologobradescob9

banner clique
The following two tabs change content below.

Isaac Zetune

Isaac Ramiris Zetune é jornalista, pós-graduado em marketing político e especializado em branded content. É sócio-diretor da Agência Insane e fundador da plataforma EMPREENDA.SE. (isaac@sejainsane.com.br)