Repensar, desconstruir, compreender e se atentar para as mudanças.

O marketing multinível é marginalizado. E essa minha afirmação pode ser provada de forma rápida, basta pedir gentilmente para alguns conhecidos tanto do meio familiar como do trabalho emitirem suas opiniões a respeito do assunto.

Mas será que realmente sabemos o que de fato é o Marketing multinível? O termo remete a pessoas sem uma profissão ou desempregadas há muito tempo ou ainda aqueles eternos sonhadores que pesam em enriquecer do dia pra noite sem muito esforço.

Que de repente começam lançar convites frenéticos e insistentes sobre algo que estão trabalhando e que irá mudar sua vida!

Então chegou a hora de repensar tudo isso e listarei aqui os motivos. Primeiro precisamos compreender que marketing multinível, consiste em um modelo de venda direta que trabalha com a criação de uma rede. E essa rede tem sido construída cada vez mais com esforço árduo e trabalho profissionalizado. Afinal transformar amigos e parentes em clientes requer técnica para não afetar as relações.

O mercado mudou e a forma de adaptar, extrair e conciliar as relações só tem melhorado.

E isso tem dado certo, pois o segundo motivo que trago é baseado no fato da atividade ser extremamente rentável em 2016, registrou R$ 40,4 bilhões em negócios, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD).

Mas como as vendas acontecem e quais são as vantagens no processo?

As vendas são realizadas por meio do oferecimento de produtos ou serviços diretamente ao consumidor, presencialmente ou pela internet. E uma das maiores vantagens, é o menor número de intermediários entre quem produz e quem consome isso só é possível por conta do foco nos relacionamentos pessoais.

Dessa forma, o tempo de entrega e os valores são mais competitivos assim, clientes que priorizam a conveniência na hora de realizar as compras ou contratar um serviço são mais bem atendidos.

É importante, contudo que o marketing multinível não seja confundido ou usado de forma inescrupulosa para inserir o sistema de pirâmides que é ilegal no BRASIL. Vamos entender as diferenças entre as duas atividades:

A pirâmide tem como objetivo principal o recrutamento de novos participantes. O marketing multinível busca a venda de produtos e prestação de serviços reais.

Infelizmente há casos relacionados às pirâmides em que os produtos ou serviços nunca  existiram ou trazem valor exacerbado se comparados com  similares presentes no mercado.

Por essa razão as reuniões de empresas de pirâmide, fazem a capacitação e foco para o recrutamento de novos participantes. Isto é, o produto final é secundário, pois a intenção é apenas cadastrar mais pessoas no “esquema”.

Logo, com os dados alarmantes de desemprego e as mudanças atuais na legislação trabalhista este é um assunto de extrema importância tanto para que as pessoas se previnam e não invistam tempo e dinheiro em algo sem futuro como para o fato que há sim possibilidade real de ter sucesso desde que se trate de marketing multinível realizado com responsabilidade.

Portanto desconstruir as falácias, investigar o mercado e se ater para questões que estão além do senso comum podem abrir uma nova opção para trabalhar seu canal de vendas. Pense nisso!

banner clique
The following two tabs change content below.

Tercia Duarte

Graduada em Hotelaria, especialista em Marketing e em Letramento Informacional é Professora Universitária nos Cursos de Publicidade, Administração, Hotelaria &Turismo. Possui um Blog de publicação semanal da Revista Ludovica sobre comportamento na era digital. Mãe do Fernando desde 2009.