A meditação tem ultrapassado o seu contexto original religioso para ser encarada como uma prática que ajuda as pessoas a evoluírem em várias áreas pragmáticas da sua vida. Ou seja, na busca por um equilíbrio entre a vida pessoal, a saúde e o trabalho, a meditação emerge como um conjunto de técnicas que estimula a concentração e a atenção, para além de ajudar no amadurecimento emocional.

Um grande benefício da meditação para a vida profissional é proporcionar uma clareza mental que facilita a tomada de decisões e a diminuição de comportamentos impulsivos irracionais. Ainda para melhorar a produtividade, é possível praticar a meditação para visualizar metas comerciais, ter foco em estratégias de negócio e concentrar-se em técnicas de negociação.

Além disso, a meditação é uma ferramenta que ajuda a vencer o stress e a ansiedade generalizada do mundo corporativo, duas grandes doenças da modernidade, proporcionando relaxamento para o corpo e energia vital para a mente.

Há diversas técnicas contemporâneas que ensinam a meditar aproveitando os pequenos momentos de pausa do seu dia, desde que se preste atenção à respiração, aos pensamentos e à postura:

Respiração:

Respirar sem pressa ajuda a controlar a concentração de gases no sangue e a diminuir o ritmo cardíaco. Tente inspirar devagar e expirar mais devagar ainda. Algumas técnicas conhecidas são utilizar o dobro de tempo da inspiração para a expiração; ou usar a técnica 4-7-8, que consiste em inspirar durante quatro segundos, segurar a respiração por sete segundos e depois expirar por oito segundos.

Pensamentos:

Com a concentração na respiração, nas batidas do coração e na pulsação, a mente vai acalmando. Para a meditação é importante pensar no momento do agora. Caso haja pensamentos corriqueiros e aleatórios atrapalhando, não se culpe, não se critique e não fique frustrado, simplesmente deixe esses pensamentos irem embora e volte a focar no estado presente. Com a frequência da prática, você conseguirá desocupar a mente e deixar de lado a vibração caótica do cotidiano. O resultado é uma mente mais calma, focada, direcionada para intuição e para criatividade. Para quem tiver interesse neste assunto, são inúmeros os artigos em torno de Mindfulness, ou Atenção Plena.

Postura:

Não é obrigatório estar sentado de pernas cruzadas em posição de lótus (pose de índio) ou emitir sons e mantras, mas é importante sentir-se confortável e de preferência com a coluna em linha reta (seja em pé, sentado ou deitado). Sempre que for possível use roupas agradáveis, tire o salto alto e alargue o nó da gravata. Tente relaxar o corpo, principalmente as zonas de tensão como os músculos do maxilar, os dentes e o pescoço.

Uma desculpa comum para não praticar meditação é a falta de tempo e de um espaço livre de distrações e de barulho. É claro que um ambiente calmo e silencioso ajuda na concentração, mas a falta deste não é impeditivo, há diversas técnicas para meditar enquanto se está no trânsito, na hora de almoço, ou fazendo outras atividades em simultâneo.

Aliás, cada vez mais se fala sobre meditação em movimento, em que a pessoa pratica exercícios observando os seus movimentos e contemplando o ambiente e a natureza a sua volta. Como ensina por exemplo o livro Running With the Mind of Meditation (do mestre tibetano Sakyong Mipham); ou o popular livro Meditação Andando – Guia para a Paz Interior (de Thich Nhat Hanh, monge budista vietnamita).

Sobre a falta de tempo, a meditação traz efeitos a longo prazo desde que seja praticada com regularidade. Ou seja, algumas vezes não importa o tempo de duração, desde que seja um tempo passado com qualidade e que se repita com frequência.

Se você ainda precisa de uma ajuda extra nesta direção, as novas tecnologias (e os fones de ouvidos) estão a seu favor, constantemente surgem novas app para meditar no celular e vídeos com tutorials no youtube. Fica a dia de alguns:

App de meditação: Headspace, Calm, Deep Relax, Omvana, GoodNight+, iZen Garden.

Canais no Youtube: Ferramenta de Busca Rápida

Como inspiração, fica uma frase budista: o segredo da vida está em não lamentar o passado e não se preocupar com o futuro, mas sim em viver a dádiva do presente.

banner clique
The following two tabs change content below.

Renata de Freitas

É publicitária de Floripa, mas vive há quase 10 anos em Portugal, onde trabalha com Marketing Empresarial, fez PhD em Comunicação Estratégica e participa de grupos de investigação da área. É apaixonada por Branding, por assuntos criativos e por lugares inspiradores.