Quando temos bons serviços à nossa disposição tendemos a gostar e acreditar nos valores da empresa/marca responsável por ele. A Uber, por exemplo, é um ótimo serviço de transporte por ser prático, simples e acessível. Mas, em oposição à imagem que podemos criar para a empresa jovem e inovadora está a realidade vivida pelos colaboradores dentro dela.

No último domingo, a ex-engenheira da companhia, Susan J. Fowler,  publicou em sua página pessoal um relato sobre o constante assédio na empresa, além de falar sobre as práticas, segundo ela,  incompetentes do RH e no número de mulheres em queda na organização – desde que Fowler está lá, esse número caiu de 25 para 6%.

O assunto não passou despercebido e logo a #deleteUber estava nos trending topics, como um protesto em relação à postura da empresa, veja alguns tweets abaixo:

uber2

“Uber, sou uma mulher de tecnologia e estou tendo um momento difícil ao pensar no por que devo continuar usando seu serviço. Isso é a gota d’água.”

uber1

“Eu desafio qualquer um a ler essa história real de sexismo e misoginia e continuar usando o Uber.”

O CEO, Travis Kalanick, enviou uma declaração para todos os colaboradores falando sobre as difíceis 24 horas da empresa depois do boom da declaração de Susan. Ele anunciou uma série de mudanças focadas em diversidade e inclusão como um todo e ainda disse que já contratou um advogado (mesmo do governo Obama) para investigar as denúncias feitas por Fowler, assim como uma nova responsável pelo RH para implementar as mudanças em prol de uma cultura organizacional justa.

Essa é a segunda vez que a campanha #deleteUber aparece. Da primeira vez, uma ação que deixou alguns vieses em aberto fez com que o público interpretasse a empresa como pró Trump. Como consequência, o CEO da Uber deixou a equipe de conselheiros do presidente americano.

Veja o relato completo de Susan aqui: https://www.susanjfowler.com/blog/2017/2/19/reflecting-on-one-very-strange-year-at-uber

banner clique
The following two tabs change content below.

Redação

Escrito com carinho pela redação do Ideia de Marketintg :) sugira uma pauta em redacao@ideiademarketing.com.br