“Lady Gaga, você é ridícula”. Foi com essa frase que o locutor da ESPN, Everaldo Marques, bombou no Twitter. Mas não no bom sentido.

Para quem acompanha o canal e está familiarizado com as narrações de Everaldo, sabe que essa foi apenas uma maneira de elogiar a apresentação da cantora, assim como faz com cestas e gols fora do comum. Mas, claro, isso não soou bem para quem ouviu o bordão pela primeira vez.

Foi justamente esse mal entendido um dos assuntos mais comentados na noite do Super Bowl. Mas por que esse ruído acontece?

Simples, o evento reúne uma pluralidade de pessoas, com interesses, comportamentos e referências diferentes. É exatamente por isso ele que se torna tão atrativo para as marcas, que concorrem por espaço e investem milhões pelos preciosos segundos.

Durante as mais de 3 horas de transmissão são anunciados filmes, séries, produtos e grandes empresas, sempre de forma criativa ou com uma intervenção. Separamos algumas boas ativações de marca para você:

1 – Drones da Intel formam a bandeira dos EUA atrás da Lady Gaga no início de sua apresentação. Lembrando que a apresentação é chamada de Pepsi Halftime Show:

2 – Comercial do Airbnb, com uma mensagem de inclusão em meio à política de Trump:

3 – Netflix lança teaser da segunda temporada de Stranger Things:

4 – Marvel lança trailer de Guardiões da Galáxia 2:

5 – Google retorna com Google Home:

Vale reforçar que as marcas brasileiras também estão atentas ao crescimento de interesse dos brasileiros em relação ao futebol americano. O Super Bowl desse ano, inclusive, quebrou recordes comerciais, fazendo a ESPN até negar alguns anunciantes interessados.

banner clique
The following two tabs change content below.

Redação

Escrito com carinho pela redação do Ideia de Marketintg :) sugira uma pauta em redacao@ideiademarketing.com.br