Agosto de 2016. Data de lançamento do Instagram Stories. E da queda dos batimentos do Snapchat. Foi instantâneo, desde que o Instagram, controlado pelo Facebook, lançou a nova ferramenta – que é uma cópia do Snap – o segundo entrou em um evidente declínio.

O Google Trends mostra que o interesse pelo Snapchat vem caindo e, segundo dados do TechCrunch, as postagens sofreram queda entre 15 a 40%. Para completar, o Facebook já anunciou (no fim de 2016) sua próxima ferramenta: o Messenger Day, que leva o modelo do Snapchat para dentro do Messenger.

A adição de mais esse recurso muda o status dessa concorrência, que era tratada como uma “morte lenta e silenciosa” do Snap. O que vemos, na verdade, é uma clara tentativa de eliminar o concorrente, esgotando todos os seus diferenciais e deixando pequenas brechas para sua possível sobrevivência.

O suspiro

Nessa fase crítica, o Snapchat está apoiado em algumas tentativas de emergir, como a nova plataforma de anúncios apresentada aos clientes, que agora poderão utilizar um sistema automatizado para realizar o serviço.

Essa já é a estratégia utilizada pelo Facebook. Ou seja, o Snap está jogando na mesma moeda, dessa vez tentando se complementar por meio do modelo oposto. Será que vai dar certo?

Relembrando

Não podemos esquecer que o Facebook tentou comprar o Snapchat, no fim de 2013. A proposta bilionária foi negada e não demorou muito para a corrida começar, pois em seguida o Instagram já lançou as famosas “directs”.

Fica o questionamento: será essa crise a consequência por não ter aceitado a proposta do Facebook  ou será esse o fardo dos novos negócios?

banner clique
The following two tabs change content below.

Redação

Escrito com carinho pela redação do Ideia de Marketintg :) sugira uma pauta em redacao@ideiademarketing.com.br