Projetos sociais incluem ações de marketing como um complemento que traz o reconhecimento da marca através do engajamento para alguma causa.

No mês de dezembro as pessoas estão mais sensíveis à solidariedade e a responsabilidade social desperta ainda mais o sentimento de minimizar problemas comuns através de gestos simples que colaboram com a solução de problemas.

A questão é como utilizar a estratégia de divulgação da ação social para resultados que fortalecem a marca e que o público não tenha uma percepção de que a ação tenha apenas objetivos de marketing. Ou seja, sem que funcionários, fornecedores e clientes entendam a campanha como uma maneira oportunista de promover a marca e sim como uma aliada aos que buscam minimizar impactos negativos a sociedade e maximizar os positivos com verdade e transparência.

Práticas que agregam valor a marca, como ações sociais, devem se repetir anualmente como um compromisso social. Desta forma, naturalmente, a marca terá sua credibilidade gerando expectativas através de uma atuação coerente, de respeito e que são valorizadas pelas pessoas socialmente responsáveis e que desejam fazer negócios com empresas humanas, solidárias e éticas.

A falta de informação leva à desconfiança e esse problema ainda existe com relação às estratégias de marketing de empresas com entidades sociais. Divulgar os investimentos e os resultados desses projetos tende a ser favorável para a comunicação e interpretação de que a empresa não está trabalhando com um marketing oportunista.

Como consequência, as ações sociais que são realmente divulgadas como elas de fato são, ajudam a consolidar a reputação e a imagem da empresa, impactando nas vendas. Se a empresa realmente pratica o que está comunicando a ação deve ser divulgada, reforçando as crenças e a essência da empresa, o que não deve ser aplicado caso as ações sejam pontuais e sendo esquecidas por determinado período. Se a empresa comunica o que ela faz efetivamente ela atrai clientes que se identificam com as causas, e, consequentemente, a ação fará com que o cliente queira privilegiar através do ato da compra do produto ou serviço.

Divulgar esses projetos pode gerar certo um dilema na organização, fazendo com que algumas empresas mantenham a divulgação apenas com o objetivo de tornar o conhecimento público e mobilizem a população para alavancar os resultados da campanha. A mobilização também poderá ocorrer apenas com os colaboradores, caso o objetivo da organização seja apenas praticar a responsabilidade social dentro da empresa, não sendo necessário chamar a atenção de todo o público para tentar melhorar a imagem do negócio.

Esse talvez seja o primeiro passo para quem quer iniciar um trabalho a favor de uma causa. São os funcionários os principais propagadores de informação dos compromissos sociais de uma empresa e são eles os primeiros que terão a necessidade de compreender os valores da marca. A aceitação interna e bons resultados desse tipo de campanha poderão refletir num novo estágio, ampliando o alcance através da divulgação e com o reconhecimento de quem já acompanhou esse movimento anteriormente.

Lembrando que o maior beneficiado deverá ser sempre o projeto e não a empresa.

banner clique
The following two tabs change content below.

Joice Paganelli

Formada em Administração com habilitação em Marketing pela Universidade Católica de Jaraguá do Sul, Joice Paganelli desenvolve estratégias de comunicação b2b por meio de diversas ferramentas, como ações de mídia online e off-line, ações de relacionamento, eventos etc. Apaixonada pela profissão que lhe permite expressar o que sente, carrega consigo uma frase: "Ter sucesso é gostar daquilo que faz. Quem gosta do que faz nunca se cansa de trabalhar." (Olacyr de Moraes)

Latest posts by Joice Paganelli (see all)