As palavras podem figurar de maneiras parecidas, porém elas possuem significados distintos. Imagem, identidade e reputação são conceitos diferenciados, mas,  por vezes, caem num senso comum e são elevados a um mesmo patamar.  A nomenclatura na Comunicação Empresarial muda com certa frequência. A cada dia, surgem novos termos e novas perspectivas de análises, mas é preciso ter clareza quando falamos sobre determinados conceitos, pois eles, muitas vezes, são os pilares de uma organização.

Quando vamos a um estabelecimento pela primeira vez ou quando decidimos comprar um produto ou serviço, na maioria das vezes, tomamos a decisão com base em nossas percepções.  Trazemos também, implicitamente, as opiniões dos outros, de amigos, familiares que já tiveram aquela experiência. Somos atraídos pelo layout, pela localização, por tudo aquilo que a marca consegue transmitir, não é mesmo? Pois bem, isso representa a imagem da organização.

Ao falarmos de gerenciamento de marca, nota-se que a imagem aparece como sendo um item muito forte para a consolidação da empresa, uma vez que ela pode ser percebida de diversas maneiras, com base no olhar de cada pessoa.  A forma como a marca é apresentada define a maneira que ela será lembrada pelos consumidores.   Philip Kloter já dizia “não consumimos produtos, mas sim a imagem que temos deles”.

O grande desafio das organizações é fazer com que seus princípios sejam realmente notados e que perpassem aos olhos dos consumidores da maneira que são por meio da sua marca.   É impossível falar de imagem, sem falar sobre identidade. A identidade de uma empresa representa tudo àquilo que ela é, ou seja, sua essência.  A missão, a visão, os valores, produtos, logos, símbolos, capital humano e por aí vai. São vários itens que moldam a forma de ser de uma organização e que dão sentido à marca.

A imagem de uma empresa só é consolidada, se a identidade estiver bem fundamentada. Quando esses dois itens são bem trabalhados, os resultados surgem. Sim, não é fácil construir a representação de uma marca no mercado. Isso acontece aos poucos, e quando é bem feito, resulta na reputação.  Ser lembrado como uma marca confiável é a melhor conquista que uma empresa pode ter.
Saber integrar esses três pilares – identidade, imagem e reputação – é fundamental para obter o sucesso de uma marca.  O caminho entre “quem somos” e “como somos vistos” sempre será carregado de reinterpretações, cabe a nós, enquanto profissionais buscar alternativas para tornar o processo de significação mais claro e compreensível.

banner clique
The following two tabs change content below.

Raiza Halfeld

Mineira de Juiz de Fora, movida a desafios. Gosta de aprender coisas novas e trocar experiências, pois enxerga a educação como um processo contínuo. É graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFJF, e atualmente cursa MBA em Marketing pela UNOPAR.