Veja algumas dicas compiladas por Késia Cristine, Employer Branding e Culture Analyst e Anselmo Massad, Content Manager na Conta Azul, startup que oferece sistema de gestão para micro e pequenas empresas.

1- Cultura importa e é você quem a constrói

A cultura de uma empresa depende das pessoas que fazem parte dela. Em uma startup, a cultura inovadora e dinâmica pulsa porque cada integrante do time constrói a mentalidade e as práticas no dia a dia. Esteja preparado para fazer parte disso.

2- Tenha ideias

Em uma startup, todos esperam que cada um traga suas melhores ideias – inclusive as que, à primeira vista, poderiam parecer as mais absurdas. Comuns ou não, inovadoras ou não, ter e compartilhar as próprias ideias é um requisito e uma postura relevante. Até porque as melhores ideias são o que movem a empresa no caminho da inovação.

3- Teste tudo

Conhecer boas práticas do mercado é importante, mas para ter certeza de que uma determinada ação é o melhor a se fazer dentro do modelo de negócios de uma startup, só há um meio: testar. Experimentos, baseados na medição e análise dos dados, é um valor que precisa estar em todos em uma startup.

4- Erre rápido, aprenda mais rápido ainda

Um dos princípios da abordagem “startup enxuta” (Lean Startup) é “erre rápido”. A ideia é que testar cenários e aprender rapidamente com esses experimentos permite alcançar resultados muito melhores. Faria pouco sentido recomendar que alguém se “prepare para errar”. Faz mais sentido estar pronto para aprender ao máximo com cada situação, com cada erro e com cada desafio colocado a sua frente.

5- Seja autônomo

Em uma startup, existem metas. E metas existem para serem batidas. Cada um tem sua contribuição para isso, e tem seus objetivos pessoais. Só é possível alcançar resultados expressivos acreditando que cada um vai entregar seu melhor. A autonomia é valorizada em uma startup porque ninguém melhor do que você mesmo para saber de que forma seu melhor pode florescer.

6- Mude e se adapte rápido

Já ouviu falar que o ambiente de startup é dinâmico? Inovar e transformar mercados e até a forma como pessoas e empresas vivem pede flexibilidade e rapidez. O cenário muda e quem está construindo essa mudança precisa estar pronto para se adaptar com a mesma velocidade.

7- Feito é melhor que perfeito

Garantir as entregas com as quais você se compromete é fundamental – do contrário, é melhor não se comprometer. Ao mesmo tempo, inspirado na mentalidade do MVP (minimum valuable product, ou menor produto viável) é marcante em uma startup. A ideia por trás desse conceito é de que é preciso encontrar a entrega viável, com valor, funcional e é boa para a necessidade do time.

8- Seja analítico e com foco em resultados

Uma capacidade esperada de quem trabalha numa startup é a de mensurar os resultados e os indicadores mais sensíveis para que esse objetivo seja alcançado. Ser orientado a dados quer dizer que você entende a importância de medir tudo o que é feito e que é capaz de analisar e compreender o que pode ser melhorado ou corrigido.

9- Esteja aberto para receber grandes desafios

A avaliar pelas oito dicas anteriores, você talvez já tenha percebido. Trabalhar em uma startup representa estar disposto a encarar grandes desafios. O melhor: você provavelmente está ao lado das pessoas mais capacitadas e dispostas a vencer todos os obstáculos para chegar lá. Topa?

banner clique
The following two tabs change content below.

Andressa Larsen

Andressa Larsen é jornalista, especialista em Comunicação Estratégica e Negócios, cursa MBA em Gestão Empresarial. Em 11 anos de trabalho, atuou nas áreas de comunicação corporativa, e-learning e produção de conteúdo educacional. Adora desafios e é apaixonada pela vida, pelas pessoas, por endomarketing, música e chocolate!

Latest posts by Andressa Larsen (see all)