Todos os perfis podem ser bem-vindos em uma empresa, desde que faça sentido para o momento que a organização está vivendo e atenda alguma necessidade. Portanto, apesar de muitos especialistas citarem alguns comportamentos mais desejados pelas empresas, não existe tecnicamente um perfil bom ou ruim para o mercado de trabalho.

Ainda assim, é importante que você saiba aproveitar melhor suas virtudes e qualidades, evitando perder o controle sobre as ações e fazendo com que as suas características comportamentais sejam sempre positivas e não se transformem em defeitos.

Selecionei algumas virtudes que você pode trabalhar no dia-a-dia, desenvolvendo formas de aplica-las de maneira positiva. Veja se elas fazem sentido para você e analise se está sabendo usá-las da melhor forma:

Velocidade

O lado positivo: se você é rápido, saiba que a velocidade no desenvolvimento de um trabalho é vista de uma maneira muito positiva. Afinal, todo mundo está correndo contra o tempo e ter um funcionário que resolva problemas rapidamente é o que um gestor mais deseja.

O lado negativo: a velocidade pode ajudar, mas também pode atrapalhar. Todo mundo conhece a frase “a pressa é inimiga da perfeição”. Sabemos que quando um trabalho é realizado com muita pressa, a chance de algum pequeno detalhe passar despercebido é muito maior. O importante é saber medir quando você pode ter mais velocidade em um projeto, ou seja, saber em que situação você pode acelerar as coisas sem perder o controle dos detalhes, ou, até mesmo, saber que tipo de situação possibilita que pequenos detalhes sejam negligenciados.

Foco

O lado positivo: quem tem velocidade pode perder o foco muito facilmente. Por isso, não estranhe o fato de você ser rápido e, ao mesmo tempo, distraído. Já quem consegue manter o foco em uma única coisa, ganha muito: se atenta a detalhes do projeto que são invisíveis a outras pessoas e consegue cumprir mais facilmente os prazos estipulados.

O lado negativo: se você é líder ou seu trabalho envolve muitas pessoas, ter um foco excessivo no que você faz pode afastá-lo da sua equipe. Enquanto você está completamente focado nas suas tarefas, as pessoas podem precisar de você e não conseguirem sua atenção, ou então, você pode demorar demais para se desligar das suas tarefas e voltar a se concentrar na sua equipe. Afinal, você está superfocado em outra atividade e não conseguirá atendê-los.

Multitarefa

O lado positivo: ser multitarefa funciona bem se você faz parte dos 5% da população mundial que consegue alternar de maneira rápida e eficiente entre as atividades que está executando. Mas na maioria dos casos é difícil destacar como algo positivo o fato de o profissional ser multitarefa, já que o ato de fazer diversas tarefas ao mesmo tempo significa que a pessoa está simplesmente fazendo várias coisas de maneira não eficiente. Seria melhor focar em uma tarefa por vez!

O lado negativo: Há estudos que comprovam até mesmo uma perda de QI nos momentos que você troca o foco do que está sendo feito. Isso acontece pois há uma grande quebra de concentração durante a troca de tarefas, ou seja, cada troca gera um rendimento bem abaixo do que poderia ser alcançado caso fosse realizada uma tarefa por vez. De fato, a função multitarefa tem apresentado em estudos muito mais apelos negativos do que positivos, sendo, inclusive, uma das grandes culpadas pela perda de foco e queda de produtividade nas empresas.

Analítico

O lado positivo: ser analítico pode ajudar muito no dia-a-dia dentro de uma empresa. Em algumas profissões é primordial ter ou desenvolver uma profunda capacidade de análise. Ser analítico possibilita uma crítica mais aprofundada sobre os temas trabalhados, além de auxiliar na resolução e prevenção de futuros problemas.

O lado negativo: se você não souber medir o quanto está sendo analítico isso pode fazer de você uma pessoa crítica demais. Ir aos detalhes e analisar profundamente nem sempre é necessário e você poderá ser visto como o “cara chato” que critica tudo e não faz o projeto andar.

Esses são apenas alguns exemplos comportamentais que podem fazer (ou não) de você um ótimo profissional. Mas lembre-se que sem autocontrole e equilíbrio todas as virtudes podem virar algo negativo.

Por isso, antes de pensar se você tem o perfil ideal, entenda melhor quem você é e trabalhe o autoconhecimento para que todas as suas características sejam usadas de forma positiva no seu trabalho e na sua vida.

banner clique
The following two tabs change content below.
Especialista em gestão de marketing com mais de 10 anos de experiência. Formada na área de Comunicação e com MBA em Marketing, experiência em Startups e em projetos de marketing internacionais, envolvendo países como Estados Unidos, México e Portugal.

Latest posts by Gabi Gonçalo (see all)