Produto de qualidade não é diferencial?

Produto de qualidade não é diferencial?

Já faz tempo que o estilo de fazer comunicação ou propaganda mudou. Aliás, com o acelerado avanço da tecnologia, as mudanças acontecem cada vez mais rapidamente. Com tantas transformações, milhares de empresas apresentam dificuldades para se posicionar diante do novo consumidor. A maioria das empresas acabam não utilizando uma estratégia de comunicação com o que realmente as farão permanecer em evidência e, por isso, continuam focando em diferenciais que não se sustentam por muito tempo. Mas o que uma marca deve evidenciar como diferencial nos dias de hoje? A qualidade do produto não pode mais ser utilizada como diferencial?

Ter qualidade já não é mais visto como diferencial por grande parte das pessoas. Oferecer um produto de qualidade se tornou uma obrigação aos olhos do consumidor. É claro que ter qualidade pode favorecer a marca de diversas maneiras, mas vivemos em um mundo onde o acesso à informação permite que o consumidor compare seu produto com incontáveis concorrentes. Portanto, neste novo cenário, o que fará sua marca diferenciar-se das outras é a experiência que ela proporcionará ao seu consumidor e a forma com que você escolherá para posicionar sua marca para seu público.

“Mesmo se você tiver um diferencial, para o seu público, você e seus concorrentes parecem cada vez mais iguais”. Guilherme Sebastiany

Com a internet, o acesso à todo tipo de informação ficou muito fácil. Manter posicionamentos antigos focados na qualidade do produto já não tem o mesmo efeito. Para melhor exemplificar separei o vídeo abaixo, retratando como o McDonald’s se vendia nos anos 70:

Esse exemplo demonstra claramente a época em que o Marketing 1.0 era mais presente, ou seja, quando o foco era totalmente no produto. De lá pra cá muita coisa mudou e milhares de concorrentes de redes de fast-food também surgiram, com isso, a comunicação virou um grande desafio.

A verdade é uma só: uma empresa ao lado da sua pode copiar seu produto exatamente como ele é. Portanto, se o foco da sua comunicação é apenas o próprio produto, é preciso estar preparado para ser engolido rapidamente pela concorrência.

Ter a qualidade é muito importante para captar e manter um cliente. Porém, vender apenas isso como diferencial de mercado pode ser um tiro no escuro. Neste sentido, o seu risco aumenta, pois milhares de outras empresas podem utilizar o mesmo argumento e, no momento da compra, seu potencial cliente sentirá falta de outros atributos para a tomada de decisão. Se todos vendem qualidade, a sua qualidade não é diferencial nenhum no mercado. Você até pode evidenciar as qualidades do seu produto na comunicação, mas lembre-se: no novo século é a experiência que você proporciona ao seu cliente que será o seu maior diferencial.

Dica: Leia mais sobre Marketing 2.0 e 3.0 de Philip Kotler e entenda como essa mudança influencia na nova forma de você se posicionar no mercado.

0

Gabi Gonçalo

Especialista em gestão de marketing com mais de 10 anos de experiência. Formada na área de Comunicação e com MBA em Marketing, experiência em Startups e em projetos de marketing internacionais, envolvendo países como Estados Unidos, México e Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *