Todo mundo um dia já se fez essa pergunta. E não é pra menos, já que esse é um dos primeiros pontos que aprendemos quando trabalhamos com comunicação digital, e que acaba também refletindo nos meios tradicionais.

Receita não existe. No entanto, precisamos ficar atentos a alguns pontos que ajudam na hora que vamos elaborar um conteúdo. Primeiro: faça uma autocrítica. Você se interessaria por esse material que está sendo elaborado? Você curtiria e disseminaria no ambiente online? Se a resposta for não, já sabe…

Outro ponto fundamental é estimular a curiosidade, principalmente no título. É isso que vai atrair mais visitantes ao seu blog/site e, consequentemente, melhorar o rankeamento no Google. A criatividade deve imperar, com afirmações excitantes. Mas lembre-se: ao mesmo tempo em que prometemos algo no título, precisamos cumprir e entregar o conteúdo no texto.

Ao contrário do que muitos “gurus” fazem (e ensinam), nada de “dica matadora”. Não adianta mirar na lua, para acertas as estrelas e não passar do telhado com dicas genéricas. Preparar vídeos gigantes prendendo a atenção das pessoas para no fim dar uma dica mequetrefe é frustrante. O mesmo vale para outras formas de comunicação, como e-mail marketing, por exemplo.

As informações precisam ser de fato importantes. Por exemplo, se você cuida da comunicação digital de uma construtora que atende um público classe A, com poder aquisitivo para adquirir um empreendimento de 1 milhão de reais, não faz sentido preparar um post/e-mail marketing ou artigo no blog sobre combinação de cores, por exemplo, já que esse público tem condições para contratar um arquiteto.

Esses detalhes, que muitas vezes passam despercebidos, precisam ser lembrados durante a produção de conteúdo. A mesma dica vale para a linguagem. Pegando ainda a construtora como exemplo, precisamos dominar a linguagem que esse público utiliza no dia a dia, até mesmo para passar a credibilidade que eles esperam.

Todas essas estratégias precisam ser pensadas e aplicadas para quem já é cliente/consumidor e para os que são em potencial. Às vezes, pecamos nos detalhes, que passam como se fossem minúcias, mas no final faz uma diferença danada.

banner clique
The following two tabs change content below.

Alison Marques

Viciado em compartilhar conhecimento. É Especialista em Linguagens e Mídias Digitais, jornalista, palestrante e social media.