Em um mundo cada vez mais competitivo, a todo instante somos impelidos a buscar algo a mais para nos capacitar. O desejo de melhorar e ter um diferencial nos coloca atentos às diversas oportunidades de crescimento. Mas quando não conseguimos alcançar nossos objetivos, muitas vezes nos sentimos frustrados diante daquela situação. Nessas horas, a forma como encaramos nossos erros é que faz toda a diferença: ser resiliente é fundamental!

A palavra “resiliência” possui diversos significados de acordo com cada área do conhecimento. Sob o ponto de vista da psicologia, o termo faz referência a capacidade que as pessoas têm em lidar com seus próprios problemas, vencendo obstáculos e não cedendo a pressões. Consiste na restauração, na capacidade de voltar ao estado natural após viver alguma situação crítica.

O autor Eduardo Carmello em seu livro “Resiliência: a transformação como ferramenta para construir empresas de valor”, chama a atenção para a utilização do conceito no universo corporativo e apresenta uma abordagem mais ampla. De acordo com ele, ser resiliente é estar em constante transformação, é ser impulsionado por um propósito maior.

Quando líderes e equipes se encontram em sintonia, o crescimento profissional se torna mais fácil. As empresas são constituídas por pessoas, são elas os principais pilares de uma organização. Quando se incentiva a capacidade de superação em uma instituição, certamente criam-se colaboradores mais proativos.

O tempo todo somos testados e confrontados com pequenas situações do dia a dia. Trabalhamos sob pressão e o deadline nem sempre está em compasso com o nosso ritmo. Tendemos a valorizar o erro e não as coisas boas que fazemos.

Ser resiliente não é tarefa fácil, nem todas as pessoas possuem a característica de ser forte em determinadas situações. Porém, cabe às empresas valorizar seus funcionários e promover ambientes favoráveis para o desenvolvimento de habilidades individuais e coletivas. Quando os colaboradores se encontram em sintonia com os valores e preceitos de uma organização, eles tendem a se sentirem mais seguros e motivados, e consequentemente mais aptos e prontos para o mercado.

Como vocês podem perceber, a resiliência é cultivada ao logo do tempo. Precisamos aprender a lidar com perdas e ganhos constantemente. Então, que sejamos resilientes todos os dias!

banner clique
The following two tabs change content below.

Raiza Halfeld

Mineira de Juiz de Fora, movida a desafios. Gosta de aprender coisas novas e trocar experiências, pois enxerga a educação como um processo contínuo. É graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFJF, e atualmente cursa MBA em Marketing pela UNOPAR.