“Se você não criar uma proposta de valor para seus clientes, seus funcionários irão inventar uma que não será nada agradável para sua empresa!”

A resposta dessa pergunta é você quem estabelece.

Boa ou má, tradicional ou inovadora, batida ou diferente, hoje, a sua missão é essa: definir ou redefinir a PROPOSTA DE VALOR que a sua empresa tem para com o cliente.

O que o cliente ganha fazendo negócio com a sua empresa?

Qual a experiência que você deseja que o cliente perceba ao conversar com um de seus funcionários?

Seus funcionários sabem dessa proposta de valor? Esta em algum quadro, carta ou ele vê isso todo dia ao chegar para trabalhar?

Existe uma frase que é atribuída a Gandhi, que diz: “Um cliente é o mais importante visitante das nossas instalações. Ele não depende de nós, nós é que dependemos dele. Não é uma interrupção no nosso trabalho, é a finalidade deste. Não é um estranho no nosso negócio, faz parte dele. Ao servi-lo, não estamos a fazer-lhe um favor, é ele que nos faz um favor ao dar-nos uma oportunidade para o servirmos.”

A partir dessas perguntas e dessa frase, que possamos refletir a importância do cliente em nossos negócios, definir nosso modo de atuação e diferenciais que façam o cliente nos escolher como a empresa dele e gritar aos 4 ventos como ele se sente realizado em viver conosco e não somente trocar dinheiro por um produto ou serviço.

Quer alguns exemplos de empresas a seguir:

Amazon, Zappos, Mitchell’s, Four Seasons, Apple, Star Bucks, Toms Shoes, Disney,

Curiosidade: A frase “O cliente tem sempre razão” criada por Harry Selfridge foi utilizada como slogan da loja de departamentos Selfridges em 1909.

banner clique
The following two tabs change content below.

Anderson Wenningkamp

Consultor especialista em Marketing de Relacionamento (CRM) desde 2007. Fundador da CicloCRM, empresa especializada em consultoria de Marketing Digital. Acredito que todos podem fazer um excelente relacionamento com clientes e pretendo revolucionar a maneira como as empresas se relacionam.