Diariamente converso com gerentes e diretores de marketing, e empreendedores. Se há alguma coisa unânime entre todos, é o que o marketing boca a boca é a forma mais efetiva de Marketing.

Se pararmos para pensar, certamente vamos lembrar de ter consumido um produto ou serviço porque um amigo nos falou sobre ele, seja pessoalmente ou nas redes sociais. Uma pesquisa da Nielsen comprova isso: 92% das pessoas dizem confiar na recomendação de um amigo ou conhecido sobre produtos e serviços. É disparada a fonte de informação de maior confiança.

Nessas mesmas conversas, costumo perguntar: “O que você tem feito para potencializar o marketing boca a boca sobre sua marca?” 90% respondem que não fazem nada. Mas oras, se é consenso que o marketing boca a boca é o mais efetivo, porque não criar estratégias para isso, ao invés de sentar e torcer para que os consumidores recomendem seus produtos?

O problema é que nos últimos anos os profissionais de marketing tem focado mais em captar possíveis contatos do que criar conexões. O maior exemplo disso é o número de marcas que investiram muito para conseguir “fãs” em suas páginas do Facebook e esqueceram de criar conexões com as pessoas e agora sofrem a cada mudança no algoritmo da rede social. Ter 100 fãs verdadeiros, que amam a sua marca de verdade é muito mais efetivo do que possuir 10.000 “fãs” que apenas curtiram sua página.

Os fãs verdadeiros, que também são conhecidos como defensores de marca, embaixadores de marca, brand lovers, entre outros, tem o poder de espalhar todo o seu amor e admiração pela marca, conquistando novos clientes e futuros fãs.

Para vencer a batalha pela mente e coração dos consumidores, os profissionais de marketing precisam ir além dos 4Ps aprendidos exaustivamente. É preciso focar nos 3 “Es”: Engajar, Equipar e Empoderar. Dominando esses 3 “Es” sua marca poderá ter o produto mais amado e mais falado pelas pessoas.

Os 3 “Es” do Marketing Moderno

Engajar: Para se destacar é preciso se envolver com os clientes. Ouça o que eles estão falando, dê a atenção que eles merecem, participe da conversa e esteja presente na vida deles.

Equipar: Dê motivos para que os clientes falem da sua marca. Fuja do lugar comum, busque surpreender. Isso pode se dar de várias formas como um ótimo atendimento, oferecer uma informação privilegiada, promovê-los socialmente, entregar algo além do esperado, criar campanhas engraçadas, contar histórias incríveis, criar fatos diferentes. Isso depende de você entender seu consumidor e oferecer o que ele gosta. Uma empresa que é especialista nisso é a Red Bull, que cria histórias e fatos sensacionais, como por exemplo o salto da estratosfera. 

Empoderar: Dê poder aos seus consumidores. Chame-os a participar na construção da sua marca e seus produtos. Mostre que eles são importantes e ofereça meios para que contribuam com a sua empresa. Recentemente a Ruffles fez isso muito bem, onde criou uma campanha para que os consumidores criassem novos sabores para suas batatas.

O Marketing Boca a Boca funciona desde sempre e tem tudo para ser cada vez mais importante para marcas e produtos. Com toda a tecnologia disponível hoje, a conectividade social torna mais simples do que nunca transformar seus clientes em “vendedores”. Um post escrito em poucos minutos por um defensor da sua marca, pode atingir rapidamente centenas de outras pessoas que confiam no que ele diz e pode ser compartilhado chegando a atingir centenas de milhares de pessoas.

(Fonte da imagem em destaque: http://bit.ly/29sFumi)

banner clique
The following two tabs change content below.
Empreendedor, Pioneiro em Marketing de Defensores (Advocate Marketing) no Brasil. Consultor de Marketing Digital. Professor em curso de MBA, Vice-Presidente da ABRABOCA - Associação Brasileira de Marketing Boca a Boca, Colunista do Portal Ideia de Marketing.