Até que ponto o cliente quer ser interrompido?

Técnicas de e-mail marketing e divulgação em redes sociais dão a impressão de invasão de espaço para muitos consumidores. Diariamente as caixas de spam são bombardeadas de informações sem ações focadas num determinado público e acabam sendo consideradas chatas por quem recebe.

Ágil, digital, prática e agressiva são as características no WhatsApp. Esta ferramenta está sendo utilizada para conquistar o cliente e relacionar-se com ele. O app exige um planejamento estratégico e o acompanhamento dos resultados.

Para empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais, o aplicativo vem sendo muito utilizado como canal de vendas, porém muitas empresas acabam se esquecendo de pedir a autorização do usuário antes de incluí-lo num determinado grupo.

As pessoas estão cada vez mais ocupadas e por esse motivo não querem ser importunadas com informações que não as interessam, a não ser por um motivo que realmente lhes chamem a atenção de acordo com a personalidade.
A sociedade exige menos inconveniência e as próximas gerações exigirão cada vez mais, pois estão crescendo e amadurecendo neste meio de correria, de realizar várias tarefas simultaneamente, ser independente, e ainda manter total responsabilidade na execução das tarefas com concentração classificando-as de acordo com a prioridade. Baseando-se nesses fatos as crianças já não tem mais paciência para os comerciais que interrompem seus desenhos animados preferidos.

Enviar mensagens de divulgação de um produto pelo WhatApp exige objetividade e clareza. Dividir os clientes em grupos por determinadas características e limitar a quantidade de post diário poderão auxiliar muito para atrair ao invés de fazer com ele repense a participação no grupo.

Boas práticas de comunicação também fazem parte do sucesso deste canal de atendimento.

Tendo a aprovação do usuário, com um pedido de licença para “invadir” a privacidade e sabendo como lidar com o cliente, a ferramenta de negócios poderá alavancar as vendas fazendo com que a marca entregue valor, evitando que a ação tome um rumo não desejado e atenda os interesses do destinatário.

Para garantir o sucesso fique atento a algumas dicas:

Elabore o planejamento estratégico desta ação.

Análise de cenários, de concorrência e de produto, planejamento das ações – Como atrair? Como ganhar? Como converter? Como tornar? – e por último a avaliação e controle.

Defina grupos de acordo com as características que serão trabalhadas

Dividir os consumidores de acordo com as necessidades e desejos que os mesmos compartilham. Essa divisão também poderá ser demográfica, geográfica ou comportamental. Desta forma direta, são maiores as possibilidades de respostas
positivas.
Mantenha uma comunicação alinhada aos demais canais de mídia já utilizados 

De acordo com o objetivo definido no planejamento, deve-se manter o plano de comunicação alinhado em todos os canais de mídia utilizados – Qual é a imagem que construiremos? Com uma imagem condizente com a atividade e com o objetivo de fortalecer o relacionamento e a imagem da empresa.

Use com moderação para evitar a rejeição 

A ferramenta deve ser utilizada de forma específica e direcionada. Evite enviar “bom dia”, memes, ou qualquer outra mensagem que não seja relacionada ao negócio. Definir o foco é de extrema importância: Relacionamento, Promoções e Novidades, Pós-vendas ou Atendimento.

Não utilize a ferramenta em horários inoportunos

Mensagens fora do horário comercial somente em casos extremos, ou com a aprovação do cliente. Seja ágil nas respostas. Essa é a principal característica que faz da ferramenta ser tão valiosa. A resposta ao cliente deve ser em tempo real.

Acompanhe os resultados da ação (Mensagens enviadas x Vendas efetuadas através do App)

Avaliar os resultados é essencial. Caso seja identificado um aumento no número de rejeição através das práticas com esta ferramenta será necessário rever toda a ação.

Muitas vezes servindo como “posso ajudar” ela acaba tirando dúvidas do consumidor que está permitindo um atendimento mais próximo através da interação. E sem a impressão de invasão, a ferramenta, que por muitos pode parecer um simples app de mensagens, poderá trazer resultados significativos a marca.

Sabendo como beneficiar o cliente e podendo usufruir de uma ferramenta que ele permita a interação da marca: é a hora de usar a criatividade.

banner clique
The following two tabs change content below.

Joice Paganelli

Formada em Administração com habilitação em Marketing pela Universidade Católica de Jaraguá do Sul, Joice Paganelli desenvolve estratégias de comunicação b2b por meio de diversas ferramentas, como ações de mídia online e off-line, ações de relacionamento, eventos etc. Apaixonada pela profissão que lhe permite expressar o que sente, carrega consigo uma frase: "Ter sucesso é gostar daquilo que faz. Quem gosta do que faz nunca se cansa de trabalhar." (Olacyr de Moraes)

Latest posts by Joice Paganelli (see all)