A integração de novos funcionários nas organizações, na maioria dos casos, é vista apenas como um protocolo, uma burocracia. No entanto, ela é bem mais que isso. Integrar funcionários, fazer com que eles entendam qual é o objetivo da empresa, conheçam os benefícios aos quais têm direito, saibam como agir em situações do dia a dia e, principalmente, a quem devem recorrer. A integração é também o cartão de visita da empresa para este novo público interno.

É a primeira oportunidade de se estabelecer uma relação de parceria e de imergi-lo na cultura da organização. A experiência precisa ser extremamente positiva. Portanto, se até agora sua empresa não se preocupou com esta importante etapa de endomarketing, está na hora de prestar mais atenção, de repensá-la ou mesmo incorporá-la.

O primeiro passo é escolher um local agradável e confortável, que comporte o número de pessoas que costumam ser integradas. Depois, você deve elencar quais assuntos serão abordados e a forma de abordagem. Em geral, se faz uma apresentação sobre a empresa e se desenvolve temas como recursos humanos, qualidade, tecnologia da informação, comunicação, saúde e segurança. A escolha dos assuntos depende das funções que serão exercidas e do ramo de atividade da empresa. O importante é não se aprofundar demais em nenhum tema, pois este será o primeiro contato do funcionário com aquele conteúdo. Tenha em mente que, neste momento, você deve mostrar o caminho e não o percurso inteiro.

Animações, personagens, vídeos, dinâmicas, teatro e música são recursos muito bem-vindos. Que tal o presidente da empresa gravar um vídeo de boas-vindas? De cara, os funcionários se sentirão importantes e mais próximos dos líderes. Ou quem sabe criar um personagem que passe por situações com as quais o colaborador irá se deparar? Ele sentirá que não é o único que está cheio de dúvidas e irá se lembrar do desfecho da história na qual o personagem foi envolvido quando passar por uma ocasião parecida. Quando for tratar do tema segurança, um funcionário que tenha alguns anos de empresa pode dar um depoimento, ressaltando o quanto os equipamentos de segurança são importantes e já o protegeram.

O tempo de duração é outro ponto a ser considerado. O ideal é que a integração seja realizada em apenas um período do dia (manhã, tarde, noite) ou dure, no máximo, um dia inteiro. Mais do que isso será desgastante tanto para o apresentador quanto para o novo funcionário. Se a integração se estender demais, ao final é bem provável que o colaborador não lembre das informações essenciais para o início da trajetória profissional na companhia.

Não esqueça de oferecer um lanche, almoço ou jantar. Ter sempre café fresquinho, água, biscoitos e frutas garantirá a atenção e até o bom humor de todos os participantes e não demandam grande investimento.

É necessário se atentar também a um outro ponto: quem irá apresentar a integração. Se o apresentador não estiver muito bem preparado, não dominar técnicas de apresentação e oratória, ou pior, for um funcionário que está descontente com a empresa, todo o esforço anterior será em vão. O novo empregado já será contaminado pelo desânimo e descontentamento logo no início de suas atividades.

Quando a integração presencial estiver ajustada, é possível pensar em uma versão online, pois será bem mais fácil extrair as partes principais, aproveitar o que já foi produzido e transformar num e-learning. O aconselhado é que neste formato a duração seja de 50 minutos a uma hora.

Se precisar abordar inúmeros temas e esse tempo for insuficiente, divida em partes e estipule um prazo para conclusão. A integração online é indicada para cargos de liderança, para empresas que possuem unidades em diversos locais ou demoram para juntar um grupo de novos funcionários.

Aproveite este primeiro contato com seu novo funcionário da melhor forma possível, deixe uma boa impressão, estabeleça uma relação de parceria, afinal, integrar significa “fazer sentir-se como um membro antigo ou natural da coletividade”.

banner clique
The following two tabs change content below.

Andressa Larsen

Andressa Larsen é jornalista, especialista em Comunicação Estratégica e Negócios, cursa MBA em Gestão Empresarial. Em 11 anos de trabalho, atuou nas áreas de comunicação corporativa, e-learning e produção de conteúdo educacional. Adora desafios e é apaixonada pela vida, pelas pessoas, por endomarketing, música e chocolate!