Todos sabemos que hoje em dia o e-mail marketing é uma ferramenta essencial e que gera muitos resultados de vendas. Em alguns casos a estratégia é feita para a captura do e-mail do lead que, por consequência, entra em um funil de vendas automático.

Independente se o e-mail que você vai fazer será automático ou não, é importante sempre considerar alguns pontos importantes como:

Objetivo/Assunto

O assunto é o primeiro item e pode ser o ponto mais importante, porque a partir dele o leitor vai ou não abri-lo. Por isso faça testes e descubra o gosto dos leitores.

Evite:

  1. Termos de SPAM: Grátis, desconto, promoção…
  2. Assunto longos;
  3. Termos técnicos;

Faça:

  1. Verifique seu histórico de envios e assuntos com boa taxa de abertura;
  2. Utilize emojis, sim as caretas e ícones… (Passa uma percepção mais amigável);
  3. Personalize com o nome ou algo relacionado com o leitor;
  4. Faça testes A/B;
  5. Seja direto e objetivo;
  6. Crie assuntos curiosos;

Sequência de e-mails

De preferência, avise ao leitor quando e o que vai receber no futuro. Isso cria uma expectativa e cria uma linha de raciocínio ajudando a aumentar a taxa de abertura de vários e-mails. É muito bacana isso!

Texto/imagem

Evite e-mails com uma imagem inteira. Divida a proporção com textos e imagens menores.

Customização da mensagem

Utilize [Merge] ou campos da sua ferramenta para falar com o leitor, desde o campo nome, empresa, dor ou interesse dele.

Tópicos de escolha/Hotmap

Crie tópicos, temas ou grupos de imagens para o leitor escolher, assim você saberá onde está o interesse dele e pode estreitar o relacionamento aos poucos ou automatizar um e-mail seguinte.

Clean/Simplicidade

Evite conteúdos longos, prefira ser curto e ter um layout limpo.

Opção de unsubscribe

Enquanto spam não virar lei ou crime e obrigar os e-mails a terem opção de unsubscribe, utilize o bom senso e dê a opção do leitor sair da lista. É triste quando alguém sai da sua lista, mas olhe pelo lado bom, esse lead não tem tempo de ler sua mensagem, não tem mais interesse pelo assunto e está limpando sua lista para algo mais real.

Por outro lado, é o momento de fazer ele refletir se vai perder algo futuramente ou até mesmo informar o motivo para você, assim você consegue analisar motivos e corrigir algo.

Personalização de cadastro

Alguns sites oferecem a opção para o leitor configurar o conteúdo, quantidade e frequência do recebimento. Por que não oferecer isso a sua lista?

Call to Action

CTA – O termo significa “chamada para ação”. Utilize links, botões ou imagens para chamar para o clique. Utilize um texto pequeno, atraente e o chamado para a ação. Existem botões prontos na web ou até mesmo a sua ferramenta de e-mail pode permitir alguns.

Utilidades:

  1. Vender. “Comprar”
  2. Informar/informações. “Saiba mais sobre esse produto ”
  3. Descobrir interesses. “Leia mais”
  4. Buzz. “Compartilhe”

Fique atento as cores, cada uma pode ajudar ou atrapalhar. Existem cores certas e gostos de cada leitor. Faça testes A/B também para isso esse tipo de ação.

Espero que tenha sucesso e aumente suas taxas de abertura e cliques em suas campanhas! Conte-nos o que deu certo, o que não deu e o porquê aqui nos comentários!

banner clique
The following two tabs change content below.

Anderson Wenningkamp

Consultor especialista em Marketing de Relacionamento (CRM) desde 2007. Fundador da CicloCRM, empresa especializada em consultoria de Marketing Digital. Acredito que todos podem fazer um excelente relacionamento com clientes e pretendo revolucionar a maneira como as empresas se relacionam.