Em um cenário econômico desafiador como o atual, as empresas precisam otimizar todos os recursos possíveis para continuar atraindo clientes e manter-se sustentável. Uma das formas de fazer isso é motivar para que todos os colaboradores, independente do setor, sejam vendedores dos seus produtos.

Isso não quer dizer que todos vão prospectar clientes via telefone, fazer reuniões com potenciais clientes ou enviar propostas. Mas, todos tem uma grande influência entre sua rede de contatos, que com as redes sociais está cada vez maior e mais acessível e podem promover seus produtos.

As decisões de compra hoje passam diretamente pelas informações obtidas na internet, principalmente em redes sociais, blogs, sites de avaliação, fóruns e etc.  As pessoas confiam muito mais quando é uma pessoa recomendando um  produto do que quando é a própria marca falando de si. Assim, boa parte das vendas que as empresas fazem hoje são graças aos seus defensores de marca, ou seja, aquelas pessoas que recomendam seus produtos a outras pessoas.

Por definição, um defensor de marca é uma pessoa que se identifica com uma empresa, gosta dos seus produtos e está disposta a recomendá-la aos seus amigos e colegas. Lendo essa descrição, as primeiras pessoas que devem ser defensores de uma marca são seus próprios colaboradores. Grande parte dos colaboradores são defensores das empresas em que trabalham, mas as vezes não sabem exatamente como podem colaborar para atrair clientes e espalhar a  mensagem da empresa.

Capacitar os funcionários para se tornarem defensores da marca pode ser uma ação importante na busca pelos resultados e deve fazer parte do mix de marketing de qualquer empresa. Orientar e motivar os colaboradores para que participem das conversas e defendam sua marca podem trazer diversos benefícios:

Alcance novos públicos: Capacitar e motivar os colaboradores expande o público atingido pelas marcas. Toda sua rede de familiares, amigos, conhecidos serão impactados pelas mensagens da sua empresa.

Confiança: Um estudo do Gartner mostrou que apenas 15% das pessoas confiam nas mensagens publicadas pela própria marca em seu site ou redes sociais, enquanto 70% confiam quando é um funcionário, amigo ou familiar recomendando um produto. Funcionários são vistos como especialistas em seus produtos e por isso suas opiniões são extremamente confiáveis e valiosas para as pessoas da sua rede.

Marca pessoal e construção de autoridade: Ao permitir e orientar que seus colaboradores tornem-se defensores da sua empresa, compartilhando e criando conteúdos interessantes, os ajudará a construírem sua marca pessoal e serem reconhecidos como autoridade dentro do mercado que sua empresa atua. Isso fortalece a sua marca e a do seu colaborador.

Fortaleça seus colaboradores: Ao capacitar seus colaboradores para defender sua empresa, você estará adicionando habilidades e conhecimentos que até então não possuía.

Senso de pertencimento e satisfação interna: Fazer parte de um programa de defensores proporciona ao colaborador um senso de pertencimento sobre a empresa. Com isso, eles se sentem mais importantes, se envolvem mais com a empresa e consequentemente ficam mais satisfeitos.

Compromisso com a empresa: Os colaboradores irão defender sua empresa para demonstrar o seu apoio ao empregador. Defender a marca externamente, é uma forma de tornar pública sua lealdade.

Colocar seus colaboradores como principais defensores da marca proporciona  diversos ganhos tanto para a empresa, como para eles mesmos. Sua empresa já faz algo nesse sentido? Como tem sido os resultados? Gostaria de ouvir suas opiniões.

banner clique
The following two tabs change content below.
Empreendedor, Pioneiro em Marketing de Defensores (Advocate Marketing) no Brasil. Consultor de Marketing Digital. Professor em curso de MBA, Vice-Presidente da ABRABOCA - Associação Brasileira de Marketing Boca a Boca, Colunista do Portal Ideia de Marketing.