A tecnologia, a nossa mudança de comportamento e os diversos devices que usamos no dia-a-dia criaram milhares de possibilidades para criarmos experiências compartilhadas e milhares de oportunidades para interagir e engajar com o seu cliente.

“O meio é a mensagem” MCLUHAN, Marshall.

 Sim, e existem milhares de meios. Não preciso entrar em detalhes que hoje você pode se conectar com o cara que consome ou vai consumir seu produto/serviço por:

  • Um app no iPhone ou no seu Android ou Windows Phone (cri cri cri);
  • Um app pro Wearable dele, seja Pebble, Gear, Moto360 ou AppleWatch;
  • Um video360 no Facebook ou no Youtube – falando nisso, recomendo acessar #360video principalmente se você tiver um cardboard e se divertir um pouco;
  • Um site;
  • Um ads normal ou interativo;
  • Um comercial na TV;
  • Um post no blog (ou um patrocinado com a blogueira influenciadora do momento);
  • No Facebook;
  • No Twitter;
  • Até no Snapchat e no Vine você pode dar um jeito;
  • Ou em qualquer outra mídia possível também. E não só digital, fisicamente também.

A melhor ordem para cada um, você decide. Qualquer meio é uma oportunidade para essa conexão.

Conexão, guarde essa palavra. Alias, guarde umas outras também: Compartilhar, convergir, viralizar.

Agora olhe ao seu redor. Das marcas que você vê, quantas você está conectado de alguma outra maneira, em algum outro ambiente?

Vamos a prática: Comprei um copo que o Starbucks lançou recentemente que é idêntico ao descartável que ele entrega quando você compra seu café. A diferença é que ele é reutilizável. Diversas pessoas do trabalho já me perguntaram se eles estão vendendo e acharam um máximo. Levando para as palavras que usamos acima (mesmo que indiretamente) estou compartilhando uma experiência diariamente com todo mundo que vê o copo e se identifica/lembra do Starbucks de alguma maneira (esse símbolo verde icônico num copo branco é meio difícil de não perceber também né?). Conectar, compartilhar, viralizar (tudo em sua escala e proporção, claro.).

Agora vamos a um exemplo com uma outra pegada. O projeto mova mais, utiliza os dados de suas atividades físicas (registrados em algum device, seja no smartphone ou relogio) para ganhar pontos que podem ser transferidos para programas de fidelidade parceiros. Vamos lá: smartphone, wearable, site, programa de fidelidade e ainda um ponto crucial, atividade física. Olha quantos pontos impactados. Convergência de mídias e dados.

Captura de Tela 2015-12-15 às 22.21.00

E como não falar sobre as ativações do StarWars? De mapas do Google, voz do Waze à músicas do Spotify transformando você em um Jedi ou escolhendo o lado sombrio da força, as ativações e conexões chegaram ao ápice com o lançamento do Lightsaber Escape, que transforma o seu smartphone em um sabre de luz pra lutar contra os Stormtrooper na tela do seu PC.

Por mais que você não acompanhe rubgy, provavelmente já deve ter visto algum vídeo ou alguém comentando sobre o Haka dos “All Blacks”. Se você não sabe e não se lembra mesmo, o Google ajuda dizendo que:

“Haka são uma demonstração vigorosa do orgulho, força e unidade de uma tribo. As ações incluem violentas pisadas no chão, salientar a língua e tapas no corpo em ritmo para acompanhar um alto cântico.”

A seleção da Nova Zelândia sempre faz isso antes das partidas. É inevitável não ver e querer estar mais perto. E você pode.

A patrocinadora da seleção, AIG, criou um app, o “Haka 360º” onde você pode acompanhar desde a entrada do estádio e estar do lado deles ou ver a expressão dos adversários. Você pode assistir no seu smartphone com ou sem um cardboard. A experiência do campo, perto de você. Conectar. Compartilhar. Convergir

Captura de Tela 2015-12-15 às 22.03.12

E como levar a experiência e calor da torcida de fora do campo para o estádio? Convergir o online com o offline? Foi o que aconteceu nesse vídeo abaixo. A torcida não podia estar no estádio, mas arrumaram um jeito bem interessante para ela apoiar o time.

Existem milhões de meios para você transmitir sua mensagem. Use sua criatividade e a tecnologia a favor da experiência que o consumidor pode ter com a sua marca!

banner clique
The following two tabs change content below.

Arthur Castro

Respira Mobile e inovação. Sempre conectado com algum iGadget, é exemplo vivo dessa geração "alguma letra". Além de escrever aqui e em outros blogs, é palestrante e passa os dias criando apps.