Há pouco tempo tive contato com a Teoria Efetiva, ou “effectuation”da Saras Sarasvathy, e achei bastante interessante. Saras é de origem indiana e criou esta teoria em 2008, pesquisando empreendedores de sucesso. Sua teoria é mais intuitiva, uma abordagem diferente da que estamos acostumados quando trata-se de empreendedorismo. Normalmente somos incentivados a empreender através de planos de negócio, pesquisas de mercado, procurando estabelecer metas, prever riscos, possíveis problemas e progresso do negócio. Saras não exclui estes métodos, mas propõem princípios de ação a partir do que se sabe e o que se tem, com o investimento que pode-se perder:

Princípio do pássaro da mão: quem eu sou, o que sei e posso fazer, quais os recursos que tenho disponíveis. Ao invés de onde quero chegar e como fazer para chegar lá, parte-se do que se gosta, o que se tem (o que se sabe) e o que é possível fazer com isto. Vejo esta ideia como usar o melhor de si, conseguir identificar as características marcantes e habilidades e transformar em um projeto;

Princípio das perdas calculadas: o que estou disposto a perder. Esta é a forma de ter controle sobre o risco, um risco calculado, se não der certo perde-se o que se estava disposto a perder.

Princípio da parceria: escolha de parceiros que possam ajudar, com possibilidade de co-criação.

Princípio da limonada: fatores surpresa são encarados, inclusive fracassos – más notícias podem ajudar a criação de novos mercados;

Princípio do piloto no comando do avião: o futuro é criado e não previsto. Acredita que prevendo o futuro é possível controlá-lo, mas ele é melhor administrado se for construído pelas suas próprias ações, a segurança está em fazer o que se sabe;

Esta aplicação do empreendedorismo me chamou atenção, pois foca na ação, na viabilidade de uma ideia de negócio e um método para enxergar uma forma de empreender. Me parece uma forma mais prática de tirar os planos do papel, já que através dos modelos tradicionais muitos desistem focando nas ameaças ou no conhecimento aprofundado que ainda não se possui.

O que achou desta proposta? Você consegue aplicá-la no seu negócio ou projeto de negócio? Saiba mais em http://www.effectuation.org

 

banner clique
The following two tabs change content below.

Caroline Trapp

Gerente de vendas
Publicitária e sócia-proprietária na AnimA Estratégias em Relacionamento. Estuda comunicação, marketing e comportamento de consumo, vê no relacionamento o diferencial de marcas e negócios!