Chegamos ao último passo da série 10 passos para o planejamento criativo!

Isso quer dizer que se seguir os 9 passos anteriores, que dão o caminho de como fazer um bom breifing, pesquisa, apresentação, lançar ou pivotar uma ideia (com muitos relatos de profissionais da área de planejamento criativo e pesquisa) entre outros passos que a teoria ou a prática nos mostram, já temos o caminho para atingir os melhores resultados na elaboração de uma campanha publicitária, certo?

A verdade é que a chance dela ser certeira aumenta muito, mas não garante nada absolutamente.

Podemos utilizar muitas formas de medir o resultado e cada método nos levar a um resultado diferente, mas nem por isso errado. Não estou falando de subjetividade, mas de entender os objetivos de maneira clara. Quais são os objetivos de marketing ou de comunicação: aumentar as vendas? Apresentar um novo produto? Mudança comportamental?

Você pode listar todos os objetivos e, geralmente, as marcas apresentam mais uma lista de ansiedades e preocupações do que de objetivos claros para a equipe que irá executar a campanha. Porém, o papel do planejamento criativo é motivar uma resposta com uma simples pergunta: O que é sucesso para você?

Essa pergunta poderá resumir muito tempo de pesquisas de KPI – indicador chave de desempenho (em inglês Key Performance Indicator KPI, ou até mesmo como “Key Success Indicator” KSI).

Uma vez que a marca tem definido o que espera de uma determinada campanha e sabe responder de maneira objetiva a essa pergunta, todo o trabalho poderá ser medido de uma forma mais simples.

  • Quero X pessoas num evento;
  • Quero que os líderes da empresa incorporem os valores do planejamento estratégico;
  • Quero likes na minha página;
  • Quero aumentar X% minhas vendas.

O importante é elencar um item para ser definido como sucesso. Se outras ideias aparecerem, poderão ser descritas como objetivos secundários, que serão muitas vezes alcançados como consequência pela busca do objetivo principal. Isso irá orientar e ser honesto com a equipe que irá avaliar os resultados, independente da métrica que usará para isso.

Agora, mão na massa. Que tal relembrar os passos anteriores e incorporar os conhecimentos do planejamento criativo no seu trabalho? O sucesso de uma marca está esperando por isso!

 1 – 10 passos para o planejamento criativo em propaganda – Passo 01: O papel do profissional de planejamento

2 – Planejamento Criativo – Marcas, falem menos, façam mais. Passo 02 – Pesquisas e envolvimento com o cliente

3 – Seu briefing é inspirador? – da série: 10 passos para planejamento criativo

4 – Brainstorm – sua ideia realmente precisa? (da série 10 passos para o planejamento criativo – 4/10)

5 – O cliente não aprovou a ideia? A culpa pode ser sua! – da série 10 passos para o planejamento criativo – 5/10

6 – Pesquisa – sua marca precisa dela? (da série: 10 passos para o planejamento criativo – 6/10)

7 – O Insight (passo 07) – 10 passos para o planejamento criativo em propaganda

8 – Apresentação Criativa – O que podemos aprender com as Startups (Planejamento Criativo – passo 8)

9 – Cuidado! Tem gente boicotando a sua grande ideia! (Passo 09 – da série Planejamento Criativo)

banner clique
The following two tabs change content below.
Diretora de Planejamento da i9 Comunicação e Inovação, co-founder da co-Event.co, atuou como Account Manager da YDreams Brasil. Colunista do blog Ideia de Marketing, co-organizadora do TEDxPortoAlegre, TEDxCuritiba e Startup Weekend no Paraná. Em constante estudo/prática nas áreas de planejamento criativo, gestão do conhecimento, empreendedorismo e inovação.