As redes sociais se tornaram grande vitrine para empresas e profissionais que percebem a importância de ter uma presença relevante online. Muitas terceirizam o serviço deixando a cargo de profissionais de marketing digital, porém muitas outras fazem uso dos recursos disponíveis para não deixar de utilizar a ferramenta e se beneficiar com os resultados.  E aí surge a dúvida sobre a melhor forma de redigir e apresentar o conteúdo.

Neste quesito, as redes sociais compõem uma forma de utilizar o Marketing de Conteúdo, por isso fala-se muito dele e de como produzir informação interessante aos clientes e prospects. Mas além da preocupação com o teor da mensagem, é importante um cuidado também com a abordagem e a linguagem utilizada.

Tanto o conteúdo em si como a forma de apresentá-lo partem de um mesmo ponto: a análise do posicionamento e do público da empresa, seguido de um planejamento. Estas informações são importantíssimas, indicarão o caminho a seguir de forma mais correta e a linha criativa que melhor se enquadra. Desta análise obtém-se a resposta de uma questão recorrente: a linguagem! Por se tratar de redes sociais, a linguagem em geral pode ser mais pessoal, mais íntima, de certa forma. Mas é o público e a linha de comunicação da empresa que vão limitar esta relação e proximidade e consequentemente sua expressão nas redes. Gaste tempo nesta análise, vai recompensar, lembrando que o foco é o cliente, seus problemas e necessidades e não autopromoção!

O ideal é criar um cronograma de postagens para melhor organizá-las e partir para a produção! Se estamos tratando as redes sociais como mídia, temos que tratar os posts como anúncios, ou seja, precisam ser bem pensados e elaborados! Em publicidade o papel do texto é tão importante quanto a imagem, pode substituir, ancorar ou completar o sentido. Já nas principais redes, como Facebook e Instagram, a imagem tem um poder maior, mas o texto pode ser bastante útil para engajar e promover o relacionamento. O Twitter é uma rede que se vale de texto, e nele chama a atenção as respostas mais criativas, é jogo rápido, precisa ser pessoal e se diferenciar.

Quando tratamos de criatividade não há como definir regras, mas na parte de textos é possível destacar alguns pontos:

  • Utilização de perguntas – elas podem gerar comentários, só não vale fazer a pergunta e indicar “se gostou curte, se amou compartilha”, não faz mais efeito (se é que fez um dia…)
  • Por que não utilizar texto longo no Instagram? Experimente!
  • Utilização estratégica das Hashtags – fazer uso das hashtags com palavras chave indicativas, pensando em como aquelas palavras podem indicá-lo, localizá-lo!
  • Diferenciação de adjetivos e formas de fazer a chamada – analise os últimos posts e tente não se repetir. Se na maior parte da semana você informar que chegou novidades na sua loja, suas postagens e novidades serão cansativas para quem vê!
  • Avaliação do padrão dos posts que deram mais resultado – para repetir o que funcionou, tanto nos seus quanto nos da concorrência!
  • Português correto! Nunca é demais lembrar…

Por fim, inspiração vem de referências, leia, se atualize e esteja aberto a experimentar, isso vai ajudar na hora de bolar “aquele” texto para “o” post.

banner clique
The following two tabs change content below.

Caroline Trapp

Gerente de vendas
Publicitária e sócia-proprietária na AnimA Estratégias em Relacionamento. Estuda comunicação, marketing e comportamento de consumo, vê no relacionamento o diferencial de marcas e negócios!