No final do ano passado, as especulações do que iria virar tendência em 2015 nas redes sociais tomaram conta da nossa timeline. Agora, chegou a vez de fazer um balanço e avaliar as novidades que surgiram neste primeiro semestre.

Continuamos falando muito em engajamento. E hoje, mais forte do que nunca, isso só é possível através de conteúdo patrocinado, afinal de contas, as redes sociais não funcionam como mídia gratuita, ainda mais com as mudanças de algoritmos que vivem acontecendo no Facebook.

No Instagram, algumas marcas já estão em fase de teste para que a ferramenta passe a ser usada de fato nessa rede. Sendo assim, essa previsão está acontecendo, uma vez que a ideia de conteúdo patrocinado está tomando de conta de todos os sites de redes sociais.

Outro ponto muito observado é a questão do mobile. De acordo com estudos da eMarketer, nesse ano, 83% dos acessos à internet são feitos em dispositivos móveis. E podemos ver nitidamente que as marcas estão investindo em conteúdos próprios para seus canais, bem como o aumento de aplicativos, que estão cada vez mais fáceis, acessíveis e atrativos.

Não podemos deixar de mencionar as compras feitas pela internet. Segundo uma pesquisa da TVxtender, feito com um levantamento de uma base de dados com 94 milhões de brasileiros, mostra que a classe B é responsável por 39% das compras, e a classe C 28%. 59% dos compradores são homens, e a maior parte dos consumidores estão entre 33 e 42 anos.

 A Criteo realizou um estudo que aponta que 14% do comércio eletrônico feito no Brasil é feito por meio de dispositivos móveis, sendo 10% em smartphones e 4% em tablets. Mais um levantamento que mostra para as marcas a importância de otimizar o site para mobile, já que a expectativa até o final do ano é que a participação global chegue a 40%.

A instantaneidade continuará com tudo nos próximos meses (e anos). Marcas, seus consumidores estão consumindo e produzindo informação muito mais rápido. Invistam em comunicação original, eficiente e se lembrem de impulsionar.

E por falar nisso, outro ponto que merece destaque é a segmentação. Em 2015, as empresas estão reavaliando seu público alvo com o objetivo de identificar o que de fato importa e funciona, sempre analisando os dados, que estão cada vez mais personalizados para contribuir nas campanhas personalizadas, que terão um retorno mais exato.

Enfim, as profecias estão se cumprindo. E você, consegue identificar outras ? Compartilhe com a gente através dos comentários.

banner clique
The following two tabs change content below.

Alison Marques

Viciado em compartilhar conhecimento. É Especialista em Linguagens e Mídias Digitais, jornalista, palestrante e social media.