“Essa é a verdadeira alegria da vida, sermos úteis para um propósito que reconhecemos ser elevado… Ser uma força da natureza em vez de um pequenino amontoado febril e egoísta de enfermidades e lamúrias, reclamando que o mundo não se empenha em nos tornar felizes. ” – George Bernard Shaw

Seja o dono da sua empresa, mesmo que você apenas trabalhe nela

Os princípios que pretendo apresentar nessa série de artigos tem a ver com a tendência de mercado, com conhecimento adquirido pelos grandes players mundiais e também pelas boas práticas que empresas ao redor do mundo fazem, inclusive a sua. É só comentar no final do artigo uma ação interessante ou uma prática que na sequência da série sua empresa pode ser citada nos artigos. Não tem empresa, mas conhece alguma bacana que faz ações e encantou você? Vale também, cite ela e o caso. Vamos construir juntos essa série, você é meu parceiro agora.

O objetivo desses princípios tem um norte somente de permitir que cada um de nós melhoremos nosso departamento, nossa área de atuação e trabalho, desenvolvendo produtos interessantes, abrindo novos mercados ou simplesmente aprimorando nosso negócio.

Mais importante do que contar histórias aqui, é apresentar os princípios e como podemos torná-los mais próximos da nossa realidade, questionando os aspectos do negócio ou realizando pequenas ações que o façam tornar-nos extraordinários.

Então vamos ao primeiro princípio, o de SER DONO DA SUA EMPRESA!

1 – Cada pessoa é responsável por desencadear uma paixão que se irradia para fora dos departamentos/setores, passando pela experiência do cliente e, por fim, penetra em nossa comunidade ultrapassando as empresas.

Você com certeza já escutou o ditado que é o olho do dono que engorda o gado. A questão aqui não é discutir se você é o dono ou o funcionário, mas sim o hábito e atitude de fazer a melhor coisa da melhor maneira, pensando em todos os clientes, internos externos. Se você faz algo meia boca, você se torna meia boca. Me diga alguma pessoa que conhece que faz o trabalho bem feito, e se perguntada o que de resultado deu à empresa ou sociedade, sua resposta seria: “Ah, fiz o que me foi pedido, o que tinha que fazer” ou seja, RESULTADO ZERO! Meu parceiro de business, Julio Lussari, que me perdoe o “plágio”, mas a escada de resultados funciona assim:

FUNCIONÁRIO BOM = RESULTADO 0
FUNCIONÁRIO EXCELENTE = RESULTADO BOM
FUNCIONÁRIO EXTRAORDINÁRIO = RESULTADO EXCELENTE!

Sempre estamos abaixo de nossa expectativa e nossos resultados podem ser melhores, porque a coisa só acontece quando é a sua empresa, você só entrega o seu coração e sua alma quando é o seu filho na jogada. Você só encanta quando é a sua namorada, você só atende bem o cliente quando ele vai te trazer resultado.

O que isso tem a ver com marketing? Tudo, porque a finalidade do marketing é criar valor e satisfação no cliente, gerindo relacionamentos lucrativos para ambas as partes.

Não existe outra maneira de criar valor e satisfação sem o senso de urgência e a vontade de fazer o extraordinário, de ser o melhor sem que você queira ser o dono do pedaço!

Não tem como gerir um relacionamento lucrativo para ambos sem que você pense a longo prazo, como um casamento/parceira entre marido/mulher ou empresa/cliente.

A vida tem que ser um ganha-ganha, os negócios e relacionamentos tem que ser extraordinários para ambos, se não meu amigo, fique estacionado e seja medíocre para o resto da sua:

( ) Vida boa ( ) Vida medíocre ( ) Vida extraordinária

Para refletir:

Você é acolhedor? Trata as pessoas pelo nome? Dá boas vindas aos colegas e clientes? Você faz e incentiva seus colegas a serem acolhedores? Lembre-se que uma boa atitude ultrapassa os muros da sua empresa.

Você é autêntico? Cria um vínculo com a outra pessoa? Excede o que ela espera, descobrindo e agindo de forma proativa? O que você faz para descobrir as necessidades dos outros? O que você faz para investir mais e criar ligações ganha-ganha?

Você é atencioso? Se você não é atencioso com o colega, como vai ser com o cliente? Como você pode se dedicar e incentivar sua equipe a ser mais atenciosa?

Você é bem informado? Você incentiva a ter treinamentos na sua área, na sua empresa e principalmente compartilha o conhecimento? Veja que se seus colegas crescem, você também cresce.

Você é envolvido? Você é envolvido na sua empresa, na sua loja ou departamento, na sua comunidade?

banner clique
The following two tabs change content below.

Anderson Wenningkamp

Consultor especialista em Marketing de Relacionamento (CRM) desde 2007. Fundador da CicloCRM, empresa especializada em consultoria de Marketing Digital. Acredito que todos podem fazer um excelente relacionamento com clientes e pretendo revolucionar a maneira como as empresas se relacionam.